piemonte fm

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Comissão constata problemas de falta de médicos e remédios em USFs da Capital


Comissão constata problemas de falta de médicos e remédios em USFs da Capital
 A Comissão de Saúde da Câmara Federal desembarcou em João Pessoa nesta segunda-feira (19) para verificar as denúncias apresentadas pelo deputado federal paraibano Wilson Filho (PTB), sobre a suposta precariedade no sistema de saúde pública da Capital. Desde às 6h30, os parlamentares iniciaram visitas às unidades de saúde e, às 14h, será realizada a audiência pública no auditório do Ministério Público Estadual.


A segunda visita da equipe de fiscalização da Comissão da Saúde Câmara Federal, em parceria com o Conselho Municipal de Saúde, Câmara de João Pessoa (CMJP) e Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) foi na Unidade de Saúde da Família (USF) Vila Saúde, localizada no Cristo.


A situação desta USF é ainda mais crítica. De acordo com relatos de vários moradores que esperavam atendimento, a rotina é não ter médico. Mas hoje, havia um profissional em atendimento. Ainda assim, apenas atendeu cinco pacientes. “Estou há dois meses sem uma consulta, porque não tem médico aqui”, revelou a gestante Maria José Menezes.


A farmácia da Vila Saúde não possui medicamentos suficientes para suprir o básico. “Aqui nem omeprazol tem, imagina remédio mais complexo”, lamentou Eliude Silva, usuária.

O deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB), que representa a ALPB nesta ação, afirmou que até agora, “a situação é estarrecedora”. “Ver que o mínino da saúde não está sendo ofertado à população de João Pessoa é estarrecedor. Coincidentemente hoje tinha médico, mas não é todo dia. Não tem remédio. Isso só mostra falta de gestão”, declarou.


A terceira parada da fiscalização da Comissão da Saúde da Câmara Federal foi na USF dos Funcionários II. Além da infraestrutura precária, faltam medicamentos básicos, como paracetamol.


Para o deputado federal Wilson Filho (PTB), a situação é caótica. “Infelizmente, o que eu tenho pra dizer para a população de João Pessoa é que a Saúde está preocupante, está horrível. É preciso unir forças para reverter a situação”, declarou.


Essa situação também foi encontrada na unidade visitada no bairro do Altiplano, onde também não apresentava médicos no local para prestar atendimentos.


Para debater os problemas encontrados, uma audiência pública está marcada para às 14h, no auditório da sede do Ministério Público Estadual, no Centro da cidade. No local, os parlamentares federais irão ouvir relatos da população e de entidades sobre a situação da Saúde pública em João Pessoa. O resultado das oitivas e das visitas irá compor um relatório, que será encaminhado para a administração municipal e para o Ministério Público Estadual e Federal afim de que providências sejam adotadas.


A vinda da Comissão de Saúde a João Pessoa foi motivada por denúncia formulada pelo deputado federal Wilson Filho (PTB), que levou à Câmara Federal relatório mostrando que faltam médicos em 42,86% das Unidades de Saúde da Família (USF) da cidade, além de problemas no atendimento e na estrutura no Hospital Ortotrauma de Mangabeira (Trauminha), onde se constatou um esgoto escorrendo dentro de uma das salas de cirurgia.

A atividade também vem sendo articulada pela Frente pelo Desenvolvimento de João Pessoa e devem participar das discussões, além de deputados e vereadores, entidades como o Conselho Regional de Medicina (CRM), Conselho Municipal de Saúde (CMS), Ministério Público Estadual (MPPB), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB), sindicatos, faculdades e a população pessoense.


VISITAS 6h30 – Praça dos Três Poderes (Centro) 10h – Ortotrauma (Mangabeira)


AUDIÊNCIA 14h – Auditório do Ministério Público Estadual (Centro)


Redação com Paraibaja

Nenhum comentário:

Postar um comentário