piemonte fm

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Ranking da Folha traz UFPB e UFCG entre as melhores universidades do Nordeste

Já Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) vem em 93º lugar na lista nacional e não aparece no top 10 regional, com média geral 41,08

Emprego e Educação | Em 16/09/15 às 07h01, atualizado em 16/09/15 às 07h01 | Por Redação
Reprodução/Google Street View
UFPB em João Pessoa
A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e Universidade Federal da Paraíba (UFPB) estão entre as dez melhores instituições federais de ensino superior do Nordeste, segundo Ranking Universitário da Folha (RUF). A instituição ocupa a 7ª posição na região e é a 38ª do país na classificação geral, somando-se os quesitos Ensino, Pesquisa, Mercado, Inovação e Internacionalização. Confira a lista do RUF.


A instituição subiu oito posições em relação à avaliação do ano passado, quando ficou na 46ª posição na classificação geral.

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) ocupa o 28º lugar do ranking nacional e o 5º lugar regional, com a média geral de 77,15. 

Já Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) vem em 93º lugar na lista nacional e não aparece no top 10 regional, com média geral 41,08.

No ranking geral, o primeiro lugar ficou com a Universidade de São Paulo (USP), seguida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). No Nordeste, os três primeiros lugares foram ocupados pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal do Ceará (UFC) e Universidade Federal da Bahia (UFBA).

RUF


O RUF é uma avaliação anual do Ensino Superior feita pela Folha de São Paulo, desde 2012. Na edição de 2015 há dois produtos principais: o ranking de universidades e os rankings de cursos. No ranking de universidades estão classificadas as 192 universidades brasileiras, públicas e privadas, a partir de cinco indicadores: pesquisa, internacionalização, inovação, ensino e mercado. No ranking de cursos é possível encontrar a avaliação de cada um dos 40 cursos de graduação com mais ingressantes no Brasil, como administração, direito e medicina, a partir de dois indicadores: ensino e mercado. Em cada classificação são considerados os cursos oferecidos por universidades, por centros universitários e por faculdades.

Os dados que compõem os indicadores de avaliação do RUF são coletados por uma equipe da Folha em bases de patentes brasileiras, em bases de periódicos científicos, em bases do MEC e em pesquisas nacionais de opinião feitas pelo Datafolha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário