piemonte fm

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Bandidos atacam dois ônibus de CG e ordem seria do presídio; STTP altera circulação; vídeo


Ciop da PM confirmou que bandidos que fazem parte de uma facção criminosa, teriam ateado fogo no ônibus. Não houve feridos

Cidades | Em 13/05/15 às 15h23, atualizado em 13/05/15 às 18h33 | Por Halan Azevedo e Alisson Correia
Imagem compartilhada no WhatsApp
Ninguém ficou ferido
Um grupo de bandidos encapuzados, que estavam em um carro, atearam fogo em um ônibus da empresa Cabral na tarde desta quarta-feira (13) no Conjunto dos Professores, em Campina Grande. Os bandidos teriam interceptado o veículo e mandado os passageiros descerem antes de praticar o crime. Não houve feridos. No bairro do Jeremias, na Zona Norte, outro ônibus foi atacado por bandidos, mas o motorista conseguiu evitar as chamas. Um vídeo mostra um dos casos; veja abaixo.



Segundo o Corpo de Bombeiros, sobre o primeiro caso, equipes de combate a incêndio foram enviadas ao local para apagar as chamas. O fogo foi controlado por volta das 15h15, mas o ônibus ficou completamente destruído.

O Centro Integrado de Operações Policiais em Campina Grande (Ciop) confirmou que homens encapuzados, que fazem parte de uma facção criminosa, teriam ateado fogo no ônibus. Existe a hipótese de que a ação tenha relação com o motim que segue promovido por detentos do Serrotão desde a manhã desta quarta.
A circulação de ônibus das empresas Cabral e São José da Mata está suspensa em áreas próximas do presídio do Serrotão e de onde ocorreu o incêndio. A informação foi confirmada pela Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), em Campina, e a medida foi orientada pela Polícia Militar. As linhas estão sendo desviadas sob orientação de agentes da STTP.

O Centro Integrado de Operações informou que a determinação para que a circulação de ônibus fosse alterada não tem um prazo para ser desfeita e permanece, pelo menos, até o fim desta quarta (13). 
Um vídeo compartilhado por internautas mostra o primeiro incêndio.
Apesar dessa determinação, outro ônibus da empresa Cabral foi atacado no bairro do Jeremias, algumas horas depois do primeiro registro. Segundo o Corpo de Bombeiros, os criminosos agiram da mesma forma, ou seja, anunciando o assalto e pedindo que os passageiros descessem.
Os bombeiros informaram que o motorista do veículo conseguiu apagar as chamas, sem danos maiores.
Até as 17h, nenhum responsável pelos casos havia sido preso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário