piemonte fm

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Paraibano de 13 anos passa no Sisu e no Prouni com nota do Enem

Adolescente natural de Paulista fez o exame apenas por experiência.

Com aptidão para matemática, ele pretende entrar para medicina.

Krystine CarneiroDo G1 PB
Wanderson exibe medalhas conquistadas em olimpíadas de matemática (Foto: Jonilda Ferreira/Arquivo Pessoal)Wanderson exibe medalhas conquistadas em olimpíadas de matemática (Foto: Jonilda Ferreira/Arquivo Pessoal)
Um estudante paraibano de 13 anos conseguiu uma nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que o permitiria ingressar nos cursos de matemática na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em 5º lugar, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), e em engenharia civil em uma faculdade particular de Campinas (SP) na 8ª colocação, pelo Programa Universidade para Todos (Prouni). Wanderson Ferreira é natural de Paulista, no Sertão da Paraíba, e hoje cursa o 2º ano do ensino médio em uma escola particular de Campina Grande.
Apesar da boa colocação, ele fez a prova apenas por experiência. “Eu gostei da minha média. Só que eu não quero pular fases. Eu já sabia que, se eu tirasse uma média alta, não iria cursar agora”, declarou o adolescente, que, no futuro, pretende tentar entrar no curso de medicina para atuar como pesquisador.
Wanderson ao lado do pai, Geraldo, e a mãe, Jonilda (Foto: Jonilda Ferreira/Arquivo Pessoal)Wanderson ao lado do pai, Geraldo, e a mãe,
Jonilda (Foto: Jonilda Ferreira/Arquivo Pessoal)
mãe de Wanderson, Jonilda Alves Ferreira, concorda com a decisão do filho. “Seria uma batalha judicial muito grande. Além de ele ser muito novo, ele ainda tem que concluir o ensino médio. Queremos fazer tudo no tempo certo”, disse.
Wanderson explicou que estuda todos os dias. Ele faz os exercícios passados pelos professores e ainda estuda mais uma hora de outros assuntos. “Quando tem pouca tarefa, eu estudo duas horas”, comentou o garoto. “E esse ano estou aumentando meu ritmo, porque quero aumentar minha média”. Segundo Jonilda, a média de Wanderson no Enem foi de 622,92 pontos, sendo que em matemática ele fez 748,04.
Orgulhosa da conquista do filho, Jonilda contou que Wanderson começou a estudar aos 2 anos e sempre foi o melhor da turma. O menino seguiu os passos da mãe, que é professora de matemática há 13 anos, e sempre teve bons desempenhos nas olimpíadas de matemática. De acordo com Jonilda, ele conquistou quatro medalhas (duas ouro, uma prata e uma bronze) na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), outras quatro (duas ouro, uma prata e uma menção honrosa) na Olimpíada Campinense de Matemática e mais uma (menção honrosa) na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO).

“Ele é muito dedicado aos estudos. De início, para começar a participar das olimpíadas, nós estudamos muito juntos. Mas agora ele só me procura quando tem dúvida”, contou. Graças ao seu bom desempenho nas provas, ele conseguiu uma bolsa de estudos na escola onde estuda atualmente, em Campina Grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário