sábado, 19 de julho de 2014

RECADO: cacique político do PMDB define aliança entre PT e PSB como verdadeiro estupro político


RECADO: cacique político do PMDB define aliança entre PT e PSB como verdadeiro estupro político
Demonstrando bastante inconformismo com a perda do apoio do Partido dos Trabalhadores ao seu projeto político, o candidato a senador José Maranhão (PMDB), respondeu com veemência a um questionamento feito por um ouvinte durante entrevista a uma emissora de rádio, que o interpelou, se as brigas envolvendo aliança entre o PT e o PMDB não seria um estupro político, a indagação fez com que o líder do PMDB desse uma resposta enfática.

“Estupro político é essa aliança entre o PT e o PSB que viviam trocando acusações e hoje estão agarrados e mudaram completamente o discurso, isso é de consumo interno deles e não quero me ater a esses assuntos”, alfinetou o ex-governador, demonstrando completo descontentamento com a aliança firmada entre o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PT).

APOSENTADORIA: Vindo de duas derrotas majoritárias, uma para governador e outra para prefeito, nos dois últimos pleitos que disputou, o ex-governador José Maranhão mostra força e disposição para seguir na vida pública.Candidato a vaga  de senador da república nas eleições deste ano, o líder do PMDB no estado não sente a necessidade de aposentar-se. Maranhão demonstrou ser contra a aposentadoria compulsória, durante entrevista em emissora da Capital paraibana e disse que qualquer político, independente da idade, deve ser testado pelo voto do povo e se este desejar vê-lo trabalhando, então que assim seja.

“Eu não aceito essa aposentadoria compulsória. Para quem exerce mandato essa aposentadoria não existe. Se o povo da Paraíba me prestigiar mais uma vez eu não me aposento. Quem vai me aposentar é Deus”, enfatizou o ex-governador.

José Maranhão está prestes a completar 78 anos e em sua trajetória política já foi deputado estadual por quatro mandatos, foi eleito deputado federal três vezes consecutivas. Foi vice-governador da Paraíba em 1995 e governou o estado por duas vezes. Maranhão também exerceu mandato no Senado de 2003 a 2011.


PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário