piemonte fm

segunda-feira, 14 de julho de 2014

GUERRA JURÍDICA: advogado discute motivos que tornam Cássio inelegível, mas Harrison Targino contesta


GUERRA JURÍDICA: advogado discute motivos que tornam Cássio inelegível, mas Harrison Targino contesta
 Candidato ao governo do Estado pelo PSDB, o senador Cássio Cunha Lima está elegível ou ainda corre o risco de ser pego pela Lei da Ficha Limpa? Em entrevista a Rádio Correio FM, o advogado Francisco Ferreira reformou a tese dos juristas que defendem que o tucano está inelegível.

Citando alguns artigos da Lei, ele destacou que existem pontos que, se avaliados pela justiça eleitoral, tornam o candidato a governador Cássio Cunha Lima inelegível. Ele colocou que existe uma multa que não foi paga, junto com o processo de inelegibilidade seguida da cassação, realizada em 2007.

- Entre os argumentos que nós utilizamos está a questão do pagamento da multa, que é o que está sendo mais discutido no dia de hoje, para estar quite com a Justiça Eleitoral o candidato tem que pagar a multa. Por esse ponto, ele não tem condições de ter elegibilidade – pontuou.

Harrison – Advogado da banca de Cássio Cunha Lima, Harrison Targino contestou as declarações, e reafirmou que o tucano está sim, apto a disputar o governo do Estado.

Em entrevista também concedida na Correio FM, Harrison disse que vários opositores do senador, como os candidatos a deputados Maria da Luz e Rafael Rodrigues, que ingressaram com ações no TRE para discutir a elegibilidade do tucano, estão equivocados.

Ele destacou que Cássio não está inadimplente com a multa de R$100 mil advinda da cassação de 2016, e colocou que o senador está completamente elegível perante a Justiça Eleitoral.

- Estamos aguardando o prazo para sermos notificados e apresentar a defesa de Cássio, pois com a certeza ele é plenamente elegível. Se quiser ganhar de Cássio é possível pela vontade do povo, por votos, mas pela Justiça, Cássio é elegível para as eleições de 2014 - garantiu.


PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário