sexta-feira, 30 de maio de 2014

Inquérito sobre casal morto em festa de casamento deve ser concluído até 13 de junho

A investigação permanece em andamento e precisou dos trabalhos das Polícias Civis de outros estados, que devem enviar documentos para a conclusão do inquérito
Polícia | Em 29/05/14 às 19h46, atualizado em 30/05/14 às 00h14 | Por Gustavo Medeiros
Reprodução/facebook/Emerson Machado
Casal assassinado em Campina Grande
Completados 60 dias do crime bárbaro que chocou a sociedade campinense, a Polícia Civil estabelece como meta a divulgação do inquérito conclusivo do caso até o dia 13 de junho. O crime vitimou o professor universitário Washigton Luís de Meneses, e a esposa dele, Lucia Santana Pereira. Eles foram assassinados a tiros na noite do dia 29 de março no estacionamento de uma casa de recepções de Campina Grande, que fica a 120 quilômetros de João Pessoa, quando participavam de uma festa de casamento.

O casal era padrinho dos noivos e foi alvo de vários disparos quando se dirigia ao carro, perdendo a vida no local do crime. Ele foi atingido no pescoço, enquanto ela na cabeça. Um vigilante da casa também foi ferido na ocasião, mas, segundo a polícia, não corria risco de morte. 

A delegada Tatiana Matos, da Polícia Civil de CG, informa que solicitou que o inquérito fosse prorrogado por mais um mês, a partir do dia 13 de maio. Ela afirma que detalhes mais conclusivos ainda não podem ser divulgados pois a investigação ainda está em andamento. 

“Estamos aguardando notas precatórias de outros estados. Esses documentos virão de outras Polícias Civis para que possam ser anexados para a conclusão do inquérito”, disse a delegada. Segundo ela, a investigação teve que alcançar outras circunscrições, mas ainda não pode revelar os motivos e quais são as localidades. 

Segundo a assessoria da Polícia Civil em Campina, a divulgação dos resultados pode ser feita através de coletiva de imprensa, mas ainda não há nenhuma confirmação sobre locais ou datas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário