piemonte fm

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Botafogo e Treze não saem do 0x0 em clássico no estádio Almeidão

Com o empate, os dois times seguem com chances matemáticas de classificação; para o Treze, a situação é mais complicada, ficando fora do G3
Futebol | Em 29/05/14 às 23h10, atualizado em 29/05/14 às 23h16 | Por Gustavo Medeiros
Reprodução/Élison Silva/Voz da Torcida
Belo e Galo empataram no Almeidão
Um dos grandes clássicos do nosso futebol agitou a noite desta quinta-feira (29) no Almeidão, em João Pessoa. Apesar das expectativas, nenhum time conseguiu sair do estádio com a vitória. A partida, válida pela 12ª rodada do Campeonato Paraibano, não saiu do 0x0. 

Com o empate, os dois times seguem com chances matemáticas de classificação. Apesar de que, para o Treze, a situação é mais complicada, chegando aos 19 pontos e ficando fora do G3. O Botafogo fica com mais chances de disputar o topo da tabela, alcançando os 23 pontos.

Resumo da partida:

O Belo entrou em campo com Genivaldo, Ferreira, Magno Alves, André Lima e Alex Cazumba; Zaquel, Pio, Lenilson e Doda; Rafael Aidar e Frontini. O Galo, por sua vez, escalou Gilson, Birungueta, Oliveira, Douglas e Fernandes; Sapé, Esquerdinha, Douglas Packer e Clébson; Jailson e Belusso.

O Botafogo começou jogando melhor, valorizando a posse e o toque de bola. Já nos primeiros minutos deu um susto no adversário com o chute forte de Rafael Aidar, que deu rebote, fazendo com que Zaquel soltasse uma bomba de fora da área, dando trabalho ao goleiro trezeano Gilson. 

No decorrer do primeiro tempo, o jogo ficou mais equilibrado, com oportunidades de gol para as duas equipes. No entanto, a equipe da casa seguiu com mais posse de bola, enquanto o visitante se segurava na defesa, arriscando ataques de vez em quando.

Depois de mandar no jogo por boa parte do primeiro tempo, o Bota levou um susto com um belo lance do jogador Fernandes, que passou para Clébson. Este soltou uma bomba, mas acabou mandando para fora. Por pouco não abriu o placar para o time da Rainha da Borborema.

O primeiro tempo terminou sem mudanças no placar. Os times não conseguiram aproveitar as chaces surgidas.

A segunda etapa começou com o Botafogo novamente tomando a iniciativa do ataque. Aos 10 minutos, Frontini recebeu a bola cara a cara com o goleiro Gilson. Ele chutou forte, mas mandou a bola por cima do gol.

O Belo seguiu pressionando, sendo este perfil uma realidade constante durante todo o decorrer do embate.

Aos 30 minutos começaram as substituições. Pelo Belo saíram Rafael Aidar, entrando Cléo Paraense; e Frontini, dando lugar para Warley. Aos 42 min, Lenílson cedeu a vaga a Leomir.

Pelo Galo as mudanças foram feitas de uma só vez, saindo Fernandes e Jailson, entrando Fabinho Cambalhota e Eduardo Arroz. As mudanças não surtiram efeito no resultado final da partida.

Já nos acréscimos, um princípio de confusão culminou com a expulsão de Jonatas Belusso, do Treze. O atrito seguiu após o apito final. Eduardo Arroz, que havia entrado em campo na etapa complementar, também sofreu expulsão, por reclamação. A polícia teve que entrar em campo para acalmar os ânimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário