piemonte fm

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Prefeita de Massaranduba entra na justiça contra servidores


Prefeita de Massaranduba entra na justiça contra servidores
Prefeita de Massaranduba solicita na Justiça reintegração de prédio ocupado por servidores


A prefeita de Massaranduba Joana Darque Queiroga (PSC), entrou com uma ação  na Justiça solicitando a reocupação do prédio da Prefeitura da cidade. O prédio foi ocupado por servidores do município que estão em greve. A perspectiva é que hoje, os servidores desocupem o espaço. 


Os professores da rede pública da cidade de Massaranduba, no Agreste paraibano, dormiram na sede da prefeitura como forma de protesto contra o atraso no pagamento de salários. Eles ocuparam o local na quarta-feira (21) e continuavam abrigados no local até o início da manhã desta sexta-feira (23). Os servidores estão em greve há 38 dias e cobram, além do pagamento dos salários, um plano de cargos e carreira. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e Borborema (Sintab), a prefeitura cortou o ponto dos professores após deflagração da greve.


O presidente do Sintab, Nazito Pereira, diz que os servidores tomaram a decisão de invadir após não serem recebidos pela administração. "Nós tentamos de todas as formas um diálogo com a gestão municipal de Massaranduba para resolver os problemas e não encontramos nenhum canal de negociação", afirma.


A chefe de gabinete do município, Gorete Queiroga, apenas informou que nesta quinta-feira e sexta-feira não haverá expediente na prefeitura por causa da ocupação dos grevistas e que "o setor jurídico da administração já foi acionado para tomar as medidas cabíveis".


Repúdio - O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Agreste da Borborema (Sintab), Giovani Freire, repudiou a atitude do ex-prefeito de Massaranduba e esposo da atual gestora do município, que segundo ele, agrediu os trabalhadores grevistas do município em protesto.


– A gestão do município é truculenta e descontou o salário dos servidores em greve. Por isso, eles ocuparam a Prefeitura. O senhor Mendonça veio agredir os trabalhadores, o que demonstra que a cidade vive diante do medo e da repressão – disse o sindicalista.


Os trabalhadores estão em greve desde o dia 15 de setembro.


Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário