piemonte fm

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Inscrições para acesso a 4,1 mil novas casas na Paraíba começam dia 26; veja como

Segundo o prefeito, as inscrições serão feitas no antigo Museu Vivo da Ciência e Tecnologia, devendo o sorteio das moradias acontecer até o final deste ano

Serviços | Em 15/10/15 às 07h09, atualizado em 15/10/15 às 07h08 | Por Redação
Divulgação/Codecom-CG
Complexo habitacional é construído em CG
As inscrições para quem deseja adquirir um dos 4.100 imóveis do Complexo Aluízio Campos vão acontecer no período de 26 de outubro a 6 de novembro. O anúncio foi feito pelo prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), na manhã desta quarta-feira (14).Veja abaixo como serão as inscrições.



Segundo o prefeito, as inscrições serão feitas no antigo Museu Vivo da Ciência e Tecnologia, devendo o sorteio das moradias acontecer até o final deste ano.

Romero esclareceu que mesmo quem já tem cadastro junto à Prefeitura Municipal de Campina Grande, deverá se submeter a um novo processo de inscrição, agora destinada especificamente ao Aluízio Campos. Quem for contemplado, vai ter direito a morar em um conjunto habitacional com completa infraestrutura. As prestações mensais serão de R$ 25 a R$ 70 variando conforme a margem salarial do contemplado. 

Acesso e inscrição

Para se inscrever, o interessado deverá apresentar RG, CPF, NIS atualizado, comprovante de residência, comprovante de renda (abaixo de R$ 1,6 mil), certidão de casamento e, se for o caso, laudo de comprovação de deficiência física. Para a atualização do Cadastro Único, equipes da Secretaria de Assistência Social estarão no antigo Museu Vivo, visando a facilitar a inscrição de quem necessita de atualização imediata deste tipo de documento.

Só serão atendidas pessoas de Campina Grande que ainda não possuem residência, conforme critérios estabelecidos por legislação federal. Além dos deficientes físicos, também receberão prioridade pessoas idosas e aquelas ainda residentes em áreas de risco.

Entrega das casas

As primeiras mil casas serão entregues em maio de 2016. Cada unidade tem elevado padrão de qualidade, contando com acessibilidade, cobertura com aço galvanizado (tendo garantia de dez anos e durabilidade de 50 anos), além de reboco com gesso, cerâmica tipo Porto Belo, energia elétrica, energia solar, telhas de cerâmica, caixa d’água, sala, cozinha, banheiro e quartos, tudo ocupando 40 metros quadrados de área construída. As pessoas vão receber uma planta licenciada da prefeitura para que, se for o caso, possam efetivar a ampliação da área construída do imóvel.

Toda obra é uma parceria entre o governo federal e a Prefeitura Municipal de Campina Grande. Ela representa um investimento total de R$ 300 milhões, sendo que a contrapartida do Município é de R$ 23 milhões. As unidades são construídas pela construtora Rocha Cavalcanti, de Campina Grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário