piemonte fm

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Açude de Boqueirão está próximo de atingir pior baixa em 15 anos


Açude de Boqueirão está próximo de atingir pior baixa em 15 anos
Responsável pelo abastecimento de Campina Grande e mais 18 municípios do Compartimento da Borborema, o Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, está a menos de dois centímetros de atingir a pior baixa no seu volume de água nos últimos 15 anos.


Por conta da seca prolongada, da evaporação e do consumo, o açude continua agonizado, e perdendo um centímetros de água todo o dia.


Com capacidade para armazenar 411.686.287 milhões de metros cúblicos, Boqueirão está apenas com 65.544.160 mm de água acumulada, o que representa o preocupante 15,9%, segundo a última medição da Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA). Já é menor nível desde janeiro de 2015, o risco de um colapso no sistema de abastecimento de Campina Grande não está afastado.


O pior nível de armazenado de água registrado no Açude Boqueirão foi no ano de 1999, quando o Estado vivenciou uma de suas maiores secas e o manancial chegou aos 14% de capacidade.


 O reflexo da seca pode ser vista no açude. Alguns locais antes cobertos por água, se transformaram em ilhas. A vegetação seca, o solo duro,  também revelam os efeitos da longa estiagem.


Caso não chova nas cabeceiras dos rios Taperoá e Paraíba, o açude de Boqueirão deve atingir o volume morto na segunda quinzena de dezembro de 2015, de acordo com a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa). O manancial deverá chegar aos 10% neste prazo, que significa o volume morto. Diante do risco de colapso, a Cagepa já estuda a possibilidade de ampliar o racionamento na região de 60 horas para 84 horas semanais.


Segundo o gerente regional da Cagepa em Campina Grande, Simão Almeida, um equipamento para bombear a água do volume morto já está sendo montado. "Nos próximos 90 dias nós vamos estar com a captação flutuante para iniciar os testes, porque quando precisarmos utilizá-la já estará pronto", explicou.


Ainda segundo Simão Almeida, ao chegar no volume morto provavelmente haverá a ampliação do racionamento. "Deve sair de 60 horas de racionamento por semana para 84 horas", explica. Atualmente, o racionamento começa às 17h do sábado e vai até às 5h da terça. Com a possível ampliação, a água só volta a ser distribuída na quarta-feira.


Com 84 horas de racionamento e no volume morto, a água do Açude Epitácio Pessoa deve render até março de 2017. Caso a qualidade da água diminua, a população vai ser informada que não se deve ingerir o líquido, segundo Simão Almeida.


Severino Lopes

PBAgora

Nenhum comentário:

Postar um comentário