piemonte fm

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Sabatina para enquadrar Ricardo Marcelo na ALPB perde força após anúncio de “aposentadoria”


Sabatina para enquadrar Ricardo Marcelo na ALPB perde força após anúncio de “aposentadoria”
A sabatina programada pela bancada governista na Assembleia Legislativa da Paraíba para “enquadrar” o ex-presidente da Casa, Ricardo Marcelo (PEN), não deve mais acontecer e, se ocorrer, será de forma informal.

Em entrevista à reportagem do PB Agora, nesta terça-feira (21), o líder da bancada governista na Casa, deputado Hervázio Bezerra (PSB), explicou que os questionamentos com relação à gestão anterior ainda existem, mas devem ser respondidos de forma espontânea, sem a necessidade de um requerimento ou uma convocação inquisitória.

A mudança de estratégia da bancada governista acontece logo após o anúncio do deputado Ricardo Marcelo de que este seria seu último mandato na vida pública e que, após seu término, ele apenas se dedicaria às empresas e à família.

“Isso (sabatina) não é uma coisa pautada, pode vir a acontecer de forma espontânea por parte de alguns deputados que ainda têm algumas dúvidas sobre a gestão anterior ou pode ser feito até pessoalmente mesmo, de forma reservada, sem necessidade de tribuna ou de formalidades”, minimizou Hervázio.

Hervázio disse ainda que nenhuma pergunta foi feita diretamente, até agora, a Ricardo Marcelo porque ele apareceu na Casa “como um relâmpago” e já justificou ausência nas próximas duas ou três sessões na Casa.

“Os deputados têm me confidenciado que ainda tem essa pretensão de obter algumas respostas, vamos esperar ele reaparecer”, disse, ratificando que os questionamentos devem ser feitos de forma informal.


ENTENDA


Pelo menos quatro deputados da bancada governista na Assembleia Legislativa da Paraíba se reuniram no dia 07 de julho, em horário e local reservado, para traçar estratégias que visavam emparedar o ex-presidente da Casa, Ricardo Marcelo (PEN), no retorno aos trabalhos legislativos, logo após o recesso parlamentar.

O objetivo era cercar Ricardo Marcelo com uma sabatina “capciosa” para desvendar alguns questionamentos que, segundo os parlamentares, teriam ficado sem respostas referentes à gestão do parlamentar à época em que ele comandou o legislativo paraibano.

As perguntas direcionadas a Ricardo Marcelo deveriam ser feitas na tribuna da Casa. Um dos primeiros questionamentos que seria feito era sobre a contratação da urna eletrônica que seria utilizada para a votação da eleição da Mesa, na qual Marcelo saiu derrotado.

“Temos perguntas surpresas para ele, além da questão da urna eletrônica, que foi um fato lamentável às vésperas da eleição, temos também questionamentos relacionados à contratação de uma fundação, entre outras que merecem resposta” disse o deputado à época.



Márcia Dias/ Vanessa de Melo

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário