piemonte fm

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Atriz da PB é destaque em novela da Record, fala da carreira e da atuação com Sergio Marone

Na trama, a atriz Yluska Gaião vai fazer o papel de uma das cinco esposas do faraó Ramsés, interpretado pelo ator Sergio Marone. Novela vai ao ar de segunda a sexta-feira a partir das 20h40
Mais entretenimento | Em 22/06/15 às 07h02, atualizado em 22/06/15 às 10h00 | Por Halan Azevedo
Reprodução/Facebook
Yluska fala sobre a carreira ao Portal Correio
Yluska Gaião. Esse é o nome da atriz paraibana que vai atuar na novela 'Os Dez Mandamentos', exibida de segunda à sexta-feira, a partir das 20h40, na TV Correio/Record HD. Na trama, Yluska vai fazer o papel de uma das cinco esposas do faraó Ramsés, interpretado pelo ator Sérgio Marone. Ao Portal Correio, Yluska concedeu uma entrevista na qual fala sobre o início da carreira e a felicidade em conseguir um papel na novela da Record.



Natural de Campina Grande, Yluska, que morou oito anos em João Pessoa, tem 27 anos e é formada em Jornalismo, pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Portal Correio – Como surgiu a vontade de atuar e quando você iniciou, de fato, a carreira de atriz?

Yluska Gaião
 - Desde criança sempre participei do teatro da escola ou do coral da igreja. Qualquer oportunidade que me colocasse no desafio de atuar, que sempre foi minha paixão. Mas acredito que ela tomou um fôlego maior, durante o curso de Jornalismo na UFPB, ao encarar a cadeira de crítica teatral, oferecida pelo professor Everaldo Vasconcelos, eu me identifiquei como atriz. Desde então não parei, segui os passos do professor Everaldo e o fluxo de cursos avulsos e teatro profissional. Foi quando vieram as gravações dos curtas, o registro profissional e enfim a carreira.

Portal Correio – Foi difícil concluir Jornalismo e conciliar a carreira de atriz? Qual era a opinião da sua família sobre o assunto?

Yluska Gaião - Foi difícil, porque queria fazer teatro ou cinema, mas com uma família de orientação religiosa muito forte e da área do Direito, era sempre muito difícil, então sofri essa cobrança para concluir meu curso, que foi importantíssimo.

Portal Correio – Quais curtas metragens ou filmes mais importantes você já participou?

Yluska Gaião – Curtas, fiz alguns, mas nem todos me vem à memória, vou citar os principais: o primeiro curta em 3D da Paraíba, de Priscilla Durand; 'Amador', de Nathan Cirino; 'Indole', de Torquato Joel; e 'O Prazer é Todo Meu', que é de direção minha. Além de alguns videoclipes.

Portal Correio – Qual o papel que considera ser o mais marcante e que você tenha atuado?

Yluska Gaião – Eu gosto muito da minha experiência como Anne, em 'Amador'. Porque trabalhei com dois diretores incríveis, o Aluizio Guimarães e o Nathan Cirino, que são de linguagens diferentes, o Aluizio é de teatro e o Nathan de cinema, então foi uma combinação, e o curta me deu bastante visibilidade, inclusive no festival internacional Cineport.

Portal Correio – Fale um pouco de 'Amador'; te rendeu alguma premiação?

Yluska Gaião – Anne é uma jovem ligada com o movimento hippie dos anos 1970, é espontânea, não tem medo de errar, sabe o que quer, e namora o Vinícius (protagonista). Ela é uma peça importante para a crise que ele vivência na trama, pois ela o desestabiliza com seu jeito inconstante e autêntico. Daí o filme que se chama 'Amador' ter esse nome por fazer a referência da dor que ele sente por ela (Anne) e a mata. Com 'Amador', ganhei um prêmio de melhor atriz no 8º Festival Cinema Com Farinha, realizado em 2014, em Patos.

Portal Correio – Como foi o processo de escolha para participação na novela 'Os Dez Mandamentos'? 

Yluska Gaião
 – No ano passado, vim ao Rio de Janeiro passar férias e acabei me estendendo mais que o previsto, daí aproveitei para fazer cadastro nas TVs e agências da cidade. Fiz uma participação aqui e ali, mas nada com muita evidência. Recebi um texto de casting para a novela, só que eu não fiz, mas deixei vídeos já prontos e viajei para a Paraíba, acreditando não ser chamada. Então, em janeiro, me chamaram para gravar a novela, como elenco de apoio, que não é o principal, mas é uma das maneiras de entrar com um bom destaque, e eu recusei, porque estava filmando meu curta 'O Prazer é Todo Meu'. Posteriormente voltei ao Rio e avisei a todos das agências que havia retornado e certo dia eles me ligaram para entrar na novela.
Portal Correio – Como vai ser sua atuação em 'Os Dez Mandamentos'?
Yluska Gaião – As gravações começaram na semana passada. Esse estágio da novela é o terceiro momento da trama, onde faço uma das cinco esposas do faraó Ramsés, interpretado por Sérgio Marone. Estarei com mais quatro atrizes lindas e competentíssimas daqui, sempre juntas, onde ficaremos na casa por quatro meses, que é o prazo que está previsto para terminar a novela.

Portal Correio – Como é esse momento de poder atuar em uma novela de rede nacional?

Yluska Gaião – O momento está sendo emocionante e gratificante. A equipe da Record é incrível. São pessoas honestas, fortes, mas humildes. Estar aqui já é um grande passo, aprendo sobre história, arte, maquiagem, e estou exercitando com mais ritmo o meu trabalho.

Portal Correio – Sua família, como eles reagem com toda essa mudança e crescimento profissional que você vem conseguindo?

Yluska Gaião – Está sendo muito engraçado, porque o ritmo da minha família também mudou. Meu avô que nunca assistia novela, só vai jantar depois de ver até o último minuto, minha avó vive parando tudo que está fazendo também. Enfim, meus pais, minha família toda se reúnem e estamos vivendo essa folia. 

Portal Correio – Mesmo com seu talento você já sofreu preconceito por ser atriz de origem nordestina?

Yluska Gaião – Então, sofri bastante e ainda sofro preconceito, porque existe um padrão ditado pela mídia, da linguagem, das vestimentas, de tudo. Se eu vou em um casting, eu vou limpar meu sotaque, mas não quero ter que imitar ninguém, quero ser eu. Como o próprio Ariano Suassuna nos ensinou "Eu não troco o meu oxente pelo Ok de ninguém!".

Nenhum comentário:

Postar um comentário