piemonte fm

sábado, 14 de março de 2015

Situações dos açudes não mudaram após últimas chuvas na Paraíba


De acordo com o gestor de Mananciais da Aesa, as chuvas que caíram no Sertão da Paraíba poderão favorecer apenas o sangramento das pequenas represas.
 Por: Viviane Carvalho



acudecoremasMesmo com a incidência das fortes chuvas no Sertão da Paraíba nos últimos dias, o cenário nos reservatórios da região não deve mudar muito. Segundo o gerente de Operação de Mananciais da Agência Executiva de Gestão de Águas do Estado (Aesa), Gerald Norbert Sousa da Silva, as precipitações pluviométricas registradas desde o início do mês não foram suficientes para favorecer o aumento de volumes dos açudes.
De acordo com o gestor de Mananciais da Aesa, as chuvas que caíram no Sertão da Paraíba poderão favorecer apenas o sangramento das pequenas represas. Para os maiores reservatórios é necessário que as precipitações permaneçam por mais de uma semana. “Só quando chove acima da média é que os açudes conseguem captar o volume de capacidade máxima e consequentemente transbordar”, explicou Gerald Sousa.
Os dados da Aesa revelam que 80 dos 123 açudes do estado têm menos que 20% da capacidade de armazenamento. Desse total, metade, ou seja, 41 já secaram ou estão praticamente secos, com menos que 5% do volume total.
Também conforme dados da Aesa, as cidades que registraram os maiores índices de chuvas no estado durante essa semana foram: Cruz do Espírito Santo (5,2mm), Ingá (3,0mm), Salgado de São Félix (1,6mm) e Areia (0,6mm).
De acordo com o meteorologista da Aesa, Flaviano Fernandes,  a possibilidade de que chuvas são pequenas, se ocorrer no fim de semana, será durante a madrugada. “Devido à alta pressão que está inibindo as nuvens convertíveis, poderá ocorrer chuvas isoladas em algumas regiões em todo o Estado”, informou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário