piemonte fm

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Galdino é eleito presidente da ALPB para o biênio 15/16; Gervásio comanda a Casa em 17/18

Eleição ocorreu após impasses entre governistas e oposicionistas por conta da realização da eleição através de cédulas de papel

Mais política | Em 01/02/15 às 16h33, atualizado em 01/02/15 às 18h02 | Por Halan Azevedo
Divulgação
Adriano Galdino
O deputado Adriano Galdino é o novo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Ele foi  eleito com uma diferença de apenas dois votos em relação ao candidato a reeleição, deputado Ricardo Marcelo (PEN). A proclamação da eleição ocorreu por volta das 16h30 deste domingo (1). Galdino vai presidir a ALPB no biênio 2015/2016. Já Gervásio Maia (PMDB), também foi eleito em uma segunda votação e vai comandar a Assembleia no biênio 2017/2018.

Leia também: Votação da Mesa Diretora da ALPB gera tumulto entre os deputados e eleição é suspensa

Candidato da chapa 1, Adriano Galdino foi eleito com 19 votos, contra 17 do candidato Ricardo Marcelo (PEN), candidato da chapa 2. A eleição ocorreu por meio do uso de cédulas de papel, já que um consenso para a votação eletrônica não foi estabelecido.
Em entrevista coletiva, o novo presidente da ALPB afirmou que vai manter a independência da Assembleia com relação ao governo estadual, mas que vai buscar a união para construir uma Paraíba melhor. "Recebo minha eleição com muita alegria e satisfação. Vamos dialogar com os deputados, funcionários e a sociedade buscando fortalecer a autonomia e a harmonia deste poder com os demais poderes. Vamos manter a independência, mas sempre em harmonia com os poderes, buscando uma Paraíba melhor", afirmou.
Com relação aos dois votos que deveriam ser da sua chapa, mas foram parar na candidatura de Ricardo Marcelo, Adriano Galdino disse que não considera traição. "Não considero traição esses dois votos a menos que eu tive. Esperava ter 21, mas tive 19. Paciência. Agora, como presidente, vou administrar para os 36 deputados. Vamos fazer com que essa Casa ajude a construir uma nova Paraíba", concluiu. 

Os deputados votaram em duas urnas, uma de papel e outra de madeira, sendo levados de um por um para uma sala reservada. Eles votaram da seguinte forma: os deputados receberam um envelope contendo uma cédula da chapa 1 e uma cédula da chapa 2. De posse do envelope, o deputado escolheria a chapa que votaria, depositando a cédula na urna de madeira. A cédula referente a chapa não escolhida foi depositada na urna de papel. Cédulas com rasura, dobradas ou com qualquer alterações seriam consideradas nulas. As urnas foram lacradas antes da votação.
Segundo os deputados, a utilização de duas urnas foi necessária para garantir o resultado da eleição da Mesa.
Logo após Adriano Galdino ser eleito presidente da ALPB, alguns deputados saíram do plenário.
Eleição para o biênio 2017/2018
Contanto com 23 deputados, foi realizada a eleição para o biênio 2017/2018, tendo apenas Gervásio Maia (PMDB), como candidato a presidência. Sem adversário, Gervásio foi eleito com 23 votos a favor e vai ser o presidente da ALPB no período 2017/2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário