piemonte fm

sábado, 31 de janeiro de 2015

Em concurso, vice não aceita derrota e arranca coroa de Miss Amazonas


Sheislane Hayalla criticou vitória de Carol Toledo: 'Ela não mereceu!', disse.
Campeã evitou falar sobre ocorrido e comemorou vitória.

Marcos DantasDo G1 AM
 A edição 2015 do concurso Miss Amazonas terminou em confusão na noite de sexta-feira (30). Ao ouvir o resultado, que deu a vitória à Carol Toledo, a segunda colocada, Sheislaine Hayalla, arrancou a coroa da vencedora. A reação da vice causou tumulto e corre-corre no Centro de Convenções Vasco Vasques - Zona Centro-Oeste de Manaus -, onde foi realizado o concurso.Veja a galeria de fotos do Miss Amazonas 2015.
Ao G1, Sheislane disse que não aceitou o resultado. "Simplesmente, em Manaus, é o dinheiro que manda e eu estou mostrando para o povo amazonense que o dinheiro não manda aqui. Ela não mereceu!", reclamou a concorrente.
Antes da confusão, campeã e vice aguardaram o resultado de mãos dadas (Foto: Marcos Dantas/G1 AM)Antes da confusão, campeã (de azul) e vice (de vermelho) aguardaram o resultado de mãos dadas (Foto: Marcos Dantas/G1 AM)
A reportagem chegou a procurar a organização do concurso, que não quis falar sobre o ocorrido e nem sobre uma possível punição a Sheislane. As finalistas do segundo ao quinto lugar devem participar de concursos ao longo do ano.
Vitoriosa, Carol não fala sobre "coroa arrancada"
A vencedora não quis comentar a confusão e preferiu falar sobre a vitória. "É uma emoção inexplicável. Eu não tenho palavras para descrever o que estou sentindo. É um frio na barriga muito gostoso. É uma honra poder representar o meu estado no Miss Brasil. Eu vou honrar com toda a garra e o povo amazonense vai ter muito orgulho de mim", garantiu.
Carolina Toledo foi a grande vencedora do Miss Amazonas 2015 (Foto: Marcos Dantas/G1 AM)Carolina Toledo foi a grande vencedora do Miss Amazonas 2015 (Foto: Marcos Dantas/G1 AM)
Aos 20 anos, Carol deve representar o Amazonas na versão nacional do concurso. Em entrevista, ela disse que deve começar logo a preparação para ser escolhida a mulher mais bonita do Brasil. "Uma Miss não pode ter só beleza. Além do carisma, ela tem que ter uma representação ativa na sociedade e é por isso que estou aqui. Não sou só um rostinho bonito. Quero me engajar em muitas causas sociais, mas o primeiro passo é comemorar com a minha família. Eu não estaria aqui se não fosse por eles", enfatizou.
*Colaborou Clayton Pascarelli, da TV Amazonas
tópicos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário