piemonte fm

terça-feira, 22 de julho de 2014

Morte de assaltantes em confronto com a PM é comemorada com fogos de artifícios

Segundo informações do coronel Lívio Delgado, comandante do 2º Batalhão, os jovens comandavam ações criminosas de roubo, tráfico e assassinatos no bairro São José e região
Polícia | Em 21/07/14 às 16h35, atualizado em 22/07/14 às 09h54 | Por Alisson Correia e Hyldo Pereira
Polícia Militar
Na parede da casa, marcas de tiros
A morte de jovens durante um confronto com a Polícia Militar na tarde dessa segunda-feira (21), na zona rural da cidade de Lagoa Seca, Agreste paraibano, foi comemorada com fogos de artifícios. A informação foi confirmada pela PM.
Segundo informações do coronel Lívio Delgado, comandante do 2º Batalhão, os jovens comandavam ações criminosas de roubo, tráfico e assassinatos no bairro São José e região. Os moradores informaram que eles cobravam pedágio para autorizar a passagens de pedestres, além de realizar toque de recolher.
A Polícia Militar informou que após o anúncio oficial da morte do grupo, a população do São José soltou fogos comemorando a desarticulação da quadrilha. Além dos cinco mortos, três pessoas ficaram feridas a bala, entre elas, um soldado da PM, que passa bem. As duas mulheres feridas foram socorridas para o Hospital de Trauma de Campina Grande onde recebem alta.
De acordo com a Polícia Militar, quatro deles invadiram a casa de um policial da cidade e um quinto homem deu cobertura ao grupo, do lado de fora. Na residência, o policial estava em um quarto, enquanto a irmã dele, a mãe e a companheira viam televisão em outro cômodo.
Na invasão, o policial percebeu a ação e reagiu. Houve troca de tiros e o grupo tentou fugir, mas acabou sendo perseguido por outros policiais que foram acionados. Foi iniciada uma perseguição com tiroteio e os cinco suspeitos morreram. O major Gilberto Felipe, subcomandante do 2º Batalhão da PM, disse que Lagoa Seca ficou cercada pela polícia até que a situação fosse totalmente controlada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário