piemonte fm

quinta-feira, 10 de julho de 2014

53 mulheres foram mortas no primeiro semestre na PB; redução foi de 32% este ano

Mapa da violência contra mulheres mostra que os assassinatos se concentraram em 23 municípios da Paraíba.
Portal Correio
Mulheres são vítimas da violência
Nos primeiros seis meses deste ano, 53 mulheres foram assassinadas na Paraíba, quase nove por mês. Apesar de ainda preocupante, o número é 32% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram registrados 78 casos. A informação é da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds).
O mapa da violência contra mulheres mostra que os assassinatos se concentraram em 23 municípios da Paraíba. João Pessoa acumula 25 casos; Santa Rita tem quatro. A cidade que se destaca na redução de crimes femininos é Campina Grande, que reduziu de 11 para três, no semestre. Duzentas cidades ainda não registraram mortes.
Segundo o relatório do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace), o número do semestre ainda é menor do que o aferido nos mesmos meses de janeiro a junho de 2012 (81 casos) e de 2011 (77). Os homicídios de mulheres vêm diminuindo ano a ano. Em 2011, foram 146 casos; em 2012 se contabilizou 139 assassinatos e, em 2013, 118 com vítimas do sexo feminino.
Para o secretário de Segurança, Cláudio Lima, a redução dos crimes violentos letais intencionais de mulheres na Paraíba é resultado de ações de prevenção e repressão realizadas pelas polícias Militar e Civil, e ainda por conta de programas como o Mulher Protegida, voltado para o enfrentamento à violência contra a mulher.
“As mulheres que estão sob ameaça recebem aparelhos que contêm um aplicativo capaz de acionar diretamente a Polícia Militar e a Delegacia da Mulher, no caso de violação de medidas protetivas ou ameaças. O programa ainda prevê visitas regulares dos órgãos operativos de segurança a essas mulheres para fiscalização do cumprimento da medida expedida pela Justiça contra os agressores”, explicou o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário