RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Pesquisa Correio aponta Cássio com 45,9%, Ricardo 26,6% e Veneziano, 10,3%

Cássio tem 45,9%, Ricardo 26,6% e Veneziano, 10,3%
Poder | Em 26/05/14 às 07h32, atualizado em 26/05/14 às 08h13 | Por Jornal Correio/ Adelson Barbosa
Pesquisa de intenções de voto (consulta estimulada) realizada pelo Instituto Souza Lopes, em parceria com o Sistema Correio de Comunicação, revela que, se as eleições fossem hoje, o pré-candidato do PSDB ao Governo da Paraíba, Cássio Cunha Lima, teria 45,9% das preferências dos paraibanos.
O governador Ricardo Coutinho, pré-candidato do PSB, teria 26,6%. Em terceiro lugar, ficaria o pré-candidato do PMDB, Veneziano Vital do Rêgo, com 10,3%. Tárcio Teixeira (Psol) teria 0,7%. Em seguida, ficaria Leonardo Gadelha (PSC), com 0,5% e Major Fábio (Pros), com 0,3%. Os votos brancos e nulos seriam 8,1%. Não souberam responder e não opinaram na pesquisa 7,7% dos entrevistados.
A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 23 de maio nas quatro regiões geoadministrativas do Estado da Paraíba: Mata, Agreste, Borborema e Sertão. O Instituto Souza Lopes ouviu 1.500 eleitores de todas as faixas etárias. O erro amostral é de 2,6 pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%.
A pesquisa foi realizada com base em dados oficiais do censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). Está registrada no TRE-PB sob o número PB-010/2014 e no TSE, com o número BR-00125/2014. O registro ocorreu no último dia 20.
Primeira pesquisa
Na primeira pesquisa, publicada no dia 27 de abril, Cássio tinha 42,9%. Ricardo Coutinho tinha 27,4% e Veneziano, 10,7%. Na primeira pesquisa, a advogada Nadja Palitot apareceu com 1,5%. Major Fábio estava com 0,8% e Leonardo Gadelha, com 0,7%. Os brancos e nulos eram 8,4%. Não souberam responder 6,7% e 0,9% não quis responder. 
A primeira pesquisa do Instituto Souza Lopes, em parceria com o Sistema Correio de Comunicação, para governador da Paraíba, foi realizada entre os dias 21 e 24 de abril e está registrada no TRE sob o número PB-007/2014 e no TSE com o número BR-00085/2014.
Em comparação com a primeira pesquisa, Cássio Cunha Lima cresceu 3 pontos percentuais. Ricardo Coutinho caiu 0,8 ponto e Veneziano caiu 0,4 ponto. Nadja saiu de cena depois que o PT decidiu se compor com o PMDB. Major Fábio caiu 0,5 ponto e Leonardo, 0,2 ponto.
Cenário do 2º turno
De acordo com o Instituto Souza Lopes, Cássio Cunha Lima levaria a melhor num eventual segundo turno com o governador Ricardo Coutinho. O tucano, segundo a pesquisa, teria 51,2% dos votos contra 29% de Ricardo Coutinho. Os brancos e nulos seriam 11,7%. Pelo menos 8,1% não sabem ou não opinaram.
Em eventual segundo turno entre o governador Ricardo Coutinho e o ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo, o pré-candidato do PSB se sairia melhor. Conforme a pesquisa, Ricardo teria 41,1% dos votos contra 26,5% de Veneziano. Os brancos e nulos seriam 20,4% e 11,9% são sabem ou não opinaram.
No cenário entre o senador Cássio Cunha Lima e o ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo, o tucano seria eleito com 58,1%. O peemedebista teria apenas 17,1%. Os brancos e nulos seriam 13,9%. Não sabem ou não opinaram 10,9%.
O Instituto Souza Lopes quis saber o grau de interesse dos eleitores paraibanos pelas eleições deste ano. Muito interesse foi a resposta dada por 15% dos entrevistados. Com interesse médio apareceram 25,5% dos entrevistados. Outros 31,4% disseram ter pouco interesses e 26,9 responderam nenhum interesse.
Tucano lidera também na espontânea
Na consulta espontânea, segundo o Instituto Souza Lopes, Cássio Cunha Lima está com 30,4% das intenções de votos. Na primeira, ela tinha 33,1%. Ricardo Coutinho aparece com 20,8%. Na primeira, ele tinha 23,8%. Veneziano está com 5,2%. Tinha 7,1%. Tárcio Teixeira tem 0,4% na espontânea.
Na primeira pesquisa, ele não foi citado. Leonardo Gadelha tem 0,3%, mesmo percentual da primeira pesquisa. Major Fábio, que na primeira tinha 0,4%, agora tem 0,1%. Os votos brancos e nulos aparecem agora com 7%. Na primeira pesquisa, eram 7,3%. Em abril, 25,7% dos eleitores entrevistados disseram não saber em quem votar. Esse percentual aumentou, na segunda pesquisa, para 35,3%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário