RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

terça-feira, 1 de abril de 2014

Bancada de Ricardo Coutinho sofre mais um desfalque na ALPB; agora é ex- socialista quem abraça Cássio


O primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, o deputado Edmilson Soares, do PEN, subiu há pouco à tribuna da Casa de Epitácio Pessoa para oficializar seu desligamento da bancada que dá sustentação ao governador Ricardo Coutinho e anunciar o ingresso nos quadros de oposição ao Governo.

O parlamentar, que por muito tempo foi filiado ao PSB, disse que a decisão segue uma orientação partidária e, como soldado do partido, irá engrossar as fileiras da oposição.

Em um discurso de aproximadamente sete minutos, Soares lembrou a sua trajetória política, enfatizando que não têm familiares ou parentes na política e que foi apenas com um pedaço de giz, na Escola Estadual Lyceu Paraibano, que conseguiu chegar à Câmara Municipal para exercer seu primeiro mandato.

Ele lembra que foi o único vereador da Capital campeão de votos com a marca de nove mil sufrágios, sendo mais de 100 em cada bairro.

Se intitulando ainda como uma pessoa grata, o deputado também reconheceu o tempo em que permaneceu ao lado do governador Ricardo Coutinho, ressaltando que sempre teve uma postura de fidelidade, participando do Governo e até mesmo assumindo duas secretarias à época em que o socialista chefiava o executivo municipal.

“A bancada governista tem hoje menos um nome, menos um companheiro amigoHervázio Bezerra”, comunicou em pronunciamento.

Soares tem uma base política forte composta por cerca de 14 prefeitos, e vários vereadores, entre eles, três da Capital, são eles: Professor Gabriel (PDT), Zezinho Botafogo (PSB) e Sergio da Sac (PSL).

LÍDER RESPEITA SAÍDA

Após o pronunciamento do deputado, o líder do Governo Hervázio Bezerra subiu à tribuna para lamentar a decisão do colega, mas também para visar que respeitava o novo posicionamento do deputado, justamente por ele ter sido sempre coerente em suas posturas.

“Respeito a posição de Edmilson, até porque seria incoerente se ele tivesse subido à tribuna para abrir metralhadora contra o Governo e o que temos agora é agradecer pelo tempo em que ele esteve conosco”, destacou.

Com Edmilson já são cinco os deputados que abandonaram o Governo na ALPB. O primeiro foi Carlos Dunga (PTB), seguindo por Iraê Lucena (PSDB), Léa Toscano (PSB), Branco Mendes (PEN) e agora Edmilson Soares (PEN).


Márcia Dias, com informações de Henrique Lima

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário