RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

segunda-feira, 31 de março de 2014

Veneziano destaca grandeza da união com o PT na Paraíba: “É muito maior a história do que os ruídos”


 Veneziano destaca grandeza da união com o PT na Paraíba: “É muito maior a história do que os ruídos”
O pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado e ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo minimizou os ruídos na relação com o Partido dos Trabalhadores na Paraíba e destacou a grandeza da união das duas siglas que já marcham juntas há mais de uma década. Veneziano lembra que a época da Ditatura Militar é passada e que o PMDB apenas sugere diálogos em prol da manutenção de uma aliança.

“Não imaginar ser da política representativa o bom debate, o dialogo, você não estaria em uma democracia, você estaria em uma ditadura. O que o PMDB quer é sugerir dialogo, atenção e parcerias que celebrem o apoiamento não só em âmbito nacional, mas também estadual, pois muito maior que os ruídos é a história que temos com o PT”, destacou.

As declarações do cabeludo foram dadas em entrevista à imprensa, nesta segunda, durante evento de lançamento do site que marca o centenário do governador Pedro Gondim.

Ontem em reportagem nacional, o jornal Estadão destacou que a presidente Dilma começava a ceder ao processo de alianças nos Estados. Na Paraíba, por exemplo, segundo a publicação, a ordem é levar o PT para o PMDB do senador Vital do Rêgo.

Diz um trecho:

“Escolhido em setembro ministro da Integração pelos senadores peemedebistas, Vital do Rêgo nunca chegou a ser convidado por Dilma para a função. No auge da crise com o PMDB, há cerca de um mês, ela ofereceu a ele o Ministério do Turismo. O senador não aceitou. Na coleta das assinaturas para a criação da CPI da Petrobras, ele disse que não daria seu apoio por pertencer à base do governo. Dilma decidiu que o PT deverá apoiar o candidato Veneziano do Rêgo ao governo. Ele é irmão de Vital”.

No próximo dia 12/04 o PT da Paraíba irá se reunir e definir se mantem a candidatura própria através do nome da advogada Nadja Palitot ou se marchará junto com o PMDB já no primeiro turno das eleições.


PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário