piemonte fm

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

“Nadilson Cachorrão” é preso em Pilõezinhos após sequestro relâmpago e roubo de moto


"Nadilson Cachorrão"Um dos bandidos mais perigosos e conhecidos das polícias da região do Brejo paraibano foi preso no final da tarde desta quinta-feira (15), acusado de roubo de moto e sequestro relâmpago a um cidadão que reside no Loteamento Dona Adália, na saída de Guarabira para Pilõezinhos/PB.
“Nadilson Cachorrão”
Segundo as informações da vítima, repassadas inicialmente para a Polícia Militar, era por volta das 11:00h da manhã quando “Nadilson Cachorrão”, um elemento identificado como Cícero e um menor de 14 anos de idade, o renderam quando o mesmo seguia numa caminhonete, pela estrada que dá acesso ao Sítio Castanha Velha, entre as cidades de Pirpirituba e Sertãozinho/PB.
De acordo com a vítima, os acusados o colocaram na parte de traz do seu veículo e seguiram até a sua residência, em Guarabira, onde passaram a exigir dinheiro e ameaçarem ele e seus familiares.
Depois de mais de quatro horas de pressão psicológica, dentro da casa da vítima, os elementos teriam exigido que a mesma assinasse o recibo da sua moto Honda Bros 160cc, passando para o nome de um deles, e em seguida fugido para Pilõezinhos, levando a moto.
Cícero
Cícero
Ao ser liberada pelos elementos, a vítima foi até o 4ºBPM e comunicou o fato à PM, dizendo que um dos acusados seria “Nadilson Cachorrão”. O Cel. Valério entrou de imediato em contato com a Polícia Civil e uma operação conjunta foi montada para tentar prendê-lo.
Ao chegarem na casa de “Cachorrão”, na cidade de Pilõezinhos, os policiais conseguiram prender o mesmo e um filho dele de apenas 14 anos, juntamente com a moto da vítima. Na sequência, foram até a casa do Cícero e também prenderam o mesmo, com outros objetos e dois revólveres 38. Com eles, os policiais ainda encontraram oito aparelhos telefônicos celulares, vários relógios e cartões de crédito, todos em nome da esposa de Cícero.
“Nadilson Cachorrão” passou quase seis anos preso, no Presídio João Bosco Carneiro, em Guarabira, acusado de vários crimes, entre eles diversos homicídios. Na cadeia, ele disse que havia se convertido, passou a congregar numa igreja evangélica e recentemente conquistou a liberdade condicional, quando, segundo a polícia, teria voltado a praticar roubos e assaltos.
A equipe de reportagem da TV Portalmidia esteve na 8ª Delegacia Seccional de Guarabira e conversou com o Cel. Valério, com o Delegado Ricardo Sena, do GTE (Grupo Tático Especial) e com os acusados. Confira as entrevistas no vídeo abaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário