piemonte fm

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Mulher declara falsa gravidez e tenta entregar celulares em presídio da PB


Jovem disse que estava grávida de três meses para não passar por scanner.
Documento que atestava gravidez era falso, segundo diretor do presídio.

Do G1 PB
Uma mulher de 21 anos foi detida na tarde deste domingo (13) em João Pessoa após simular uma gravidez e tentar entrar com dois celulares na Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes, conhecido como presídio PB1. A mulher informou que estava grávida de três meses para não passar pelo scanner da unidade prisional, mas durante a revista, os agentes penitenciários perceberam que a mulher tinha dois celulares adesivados nas costas.
A mulher estava indo visitar o marido, que cumpre pena por duplo homicídio e conforme o diretor do PB1, mulheres grávidas ou usuários de marcapasso cardíaco não podem passar pelo scanner corporal, mas são submetidos ao processo convencional de revista, antes de entrar no presídio.
De acordo com o diretor da unidade prisional, a mulher foi levada até um hospital da capital para verificar se ela também levava drogas escondidas em alguma parte do corpo, mas foi verificado que ela não portava nenhum entorpecente.
A suspeita então foi conduzida até a Central de Polícia para assinar um Termo Circunstaciado de Ocorrência por tentar entrar com os celulares na penitenciária, mas na delegacia foi descoberto que o documento que atestava a gravidez da jovem era falso e ela ficou detida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário