piemonte fm

sábado, 21 de fevereiro de 2015

ALAGOA GRANDE 150 ANOS: MEMORIAL DE JACKSON DO PANDEIRO SE ENCONTRA LITERALMENTE ABANDONADO PELA GESTÃO MUNICIPAL

Em recente visita ao Memorial de Jackson do Pandeiro, o Vereador Josildo Oliveira saiu visivelmente triste e indignado com o tratamento que a atual gestão do Prefeito Bôda vem dando a este importante equipamento cultural e, um dos mais visitados memórias da Paraiba e uma dos principais alavancadores do turismo de Alagoa Grande e do brejo paraibano.
Já em seu terceiro ano de gestão e mesmo tendo o ex-prefeito João Bosco Carneiro Junior deixado dinheiro na conta do memorial suficiente para uma ampla e moderna reforma, até agora, nada foi feito e ao se visitar o famoso memorial o que se ver são paredes danificadas, ar condicionado quebrado, a ferrugem tomando conta das placas informativas, banners sem visibilidade, quadros do acervo destruídos por goteiras, fotografias danificadas pelo tempo e até uma  TV que mostrava aos visitantes filmes e vídeos do famoso artista alagoagrandense, há mais de ano que foi levada para um simples conserto e até hoje não voltou.
ANTES - TV no Memorial a disposição dos visitantes.
HOJE -  A tv há tempos que foi para conserto e não voltou.
Segundo o Vereador Josildo Oliveira, o mesmo tem recebido constantemente diversas reclamações de agencias de viagem, emails, mensagem nas redes sociais, fotos tiradas pelos visitantes, de professores e guias de turismo, todos reclamando do “estado de abandono” em que se encontra o citado memorial do “rei do ritmo”.
 Segundo co Conselheiro Estadual da Cultura, Severino Antonio (bibiu), que também é de Alagoa Grande, “o primeiro sinal que o Prefeito Bôda não iria dar a atenção que a nossa Cultura merece, foi a desativação da Secretaria da Cultura do Município, levando de volta a gestão cultural a se vincular a Secretaria da Educação através da criação de uma insignificante COORDENADORIA DE CULTURA cujos funcionários decepcionados com a atenção dada a causa cultural, alguns já entregaram o cargo e o descaso se alastra como vemos através do atual estado em que se encontra o Memorial de Jackson e outros equipamentos de grande importância cultural para o Município”.
 Indignado com tudo o que viu no Memorial e citando o recente decreto que o Prefeito emitiu proibindo qualquer apoio para eventos culturais e outras manifestações relacionadas, o Vereador Josildo Oliveira entrou com Requerimentos na Câmara de Vereadores cobrando do Prefeito uma ação imediata de atenção ao Memorial.
 Apesar dos funcionários receberem e atenderem muito bem aos poucos visitantes que ainda comparecem aos nossos equipamentos culturais, encontramos principalmente jovens guias de turismo do Município lamentando o tamanho descaso do atual Prefeito para com nossa Cultura e afirmam que “quem perde são os comerciantes, bares, lanchonetes, os guias de turismo, as pousadas, o artesanato, a economia do Município como um todo porque sem divulgação e o volume de turistas que deixaram de nos visitar, terminam deixando de circular milhares de reais  e o reflexo disto prejudica á todos”.
Ar condicionado não funciona
  Finalizando o Vereador Josildo Oliveira lamenta “a falta de visão administrativa do atual Prefeito Bôda em não perceber que o TURISMO hoje é o setor da economia que mais cresce no mundo por ser uma indústria sem chaminés, que não polui, e o Ministério do Turismo quer duplicar o numero de turistas no Brasil e Alagoa Grande dispõe de uma diversidade cultural das mais expressivas da Paraiba que bem poderia contribuir em nosso processo de desenvolvimento” mas infelizmente a atual gestão está “de pior a pior, como a cantiga da perua, famosa musica de Jackson do Pandeiro” não só referente a Cultura mas de uma maneira geral, mas, “toda a gestão”.  Nos 150 anos que Alagoa Grande completa neste ano de 2015, lamentamos informar mas nossa Cultura pede socorro.
Memorial de Jackson na gestão de João Bosco Carneiro Junior
Fotografias e texto: bibiu do jatobá

Nenhum comentário:

Postar um comentário