piemonte fm

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Comandante de unidade do Exército é alvo de preconceito em rede social


Carla Clausi é primeira mulher a comandar uma unidade militar do Exército.
Major diz que 'dá risada' dos comentários preconceituosos.

Do G1 PB
Carla disse que sente orgulho por entrar na história do Exército brasileiro (Foto: Daniel Peixoto/G1)Carla disse que sente orgulho por entrar na história
do Exército brasileiro (Foto: Daniel Peixoto/G1)
Alvo de comentários preconceituosos em uma rede social, a primeira mulher a comandar uma unidade militar do Exército Brasileiro afirmou que “se diverte e dá muita risada” com os comentários que duvidam da capacidade de uma mulher ocupar este posto. A major Carla Clausi assumiu na sexta-feira (23) a direção do Hospital de Guarnição de João Pessoa.
“Existem muitas diferenças entre os homens e as mulheres e eu não discordo disto. É comprovado que o homem é mais forte fisicamente do que a mulher. Mas isso não quer dizer que eu não seja capaz de estar aqui. Eu li muitos dos comentários que foram postados na rede social e me orgulho de perceber que a maioria está me dando força e me apoiando. Quanto aos que acham que uma mulher não é capaz, eu só dou risadas”, relatou a militar.
Major é alvo de comentários preconceituosos (Foto: Reprodução/Facebook)Major é alvo de comentários preconceituosos
(Foto: Reprodução/Facebook)
Muitos dos comentários preconceituosos foram feitos em resposta à postagem do Exército em uma rede social em que anuncia que a major assumiu o comando do hospital na Paraíba. Na página oficial do Exército, um rapaz comenta que tem "pena do marido da major". Outro usuário da rede social comenta que ela "deve ser filha de algum figurão" e um outro ainda diz que tem dó dos soldados: "mulheres já são complicadas, imaginem oficial do Exército", disse e concluiu com "coitados dos soldados".
Carla conta que seus 19 anos de carreira dentro do Exército mostram porque ela chegou ao comando da unidade. “Dentro do exército as coisas acontecem por meritocracia. Eu mereço estar aqui”, afirma.
“Moramos numa sociedade que foi criada com um pensamento machista e isso se reflete na opinião de algumas pessoas. O Exército, por si próprio, só liberou a entrada de mulheres após a Marinha e a Aeronáutica. Lembro no começo da minha carreira que ouvi comandantes afirmando que mulheres nunca chegariam ao comando, mas eles tiveram que nos engolir”, lembra.
A major explica que sente muito orgulho por entrar na história do país como a primeira mulher a comandar uma unidade militar do Exército, mas que existem muitas outras fazendo um bom trabalho. “Eu só fui a primeira por questão de estar aqui há mais tempo”, finalizou.
Carla Clausi fez medicina na Universidade Federal do Paraná, fala quatro línguas, se formou na Escola de Saúde do Exército em 1997 e já tem uma coleção de nove medalhas e uma missão no Haiti no seu currículo. Ela foi nomeada para o cargo no Hospital de Guarnição em maio de 2014, mas só foi empossada no cargo na sexta-feira.
  •  
  •  
Major Carla Clausi é a primeira mulher a comandar uma unidade do Exército Brasileiro, em João Pessoa (Foto: Cap Carolina Alves/HGuJP)Major Carla Clausi é a primeira mulher a comandar uma unidade do Exército Brasileiro, em João Pessoa (Foto: Marco Andrade/HGuJP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário