piemonte fm

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

As primeiras do dia

Postado por Tião Lucena, 27 de Outubro de 2014 às 07:17


A vitória de Ricardo Coutinho também foi a vitória de outros gigantes da nossa política, tipo Veneziano Vital do Rego, em Campina Grande e Roberto Paulino, em Guarabira. Vené diminuiu a vantagem de Cássio e Roberto virou o jogo em Guarabira.
/////////
Em Patos também não se pode negar a importância de Lenildo Pereira, de Chica Motta e de Nabor Wanderley. Ali Ricardo deu uma pisa de votos em Cássio.
////////
Quem se lascou mesmo foi Ruy Carneiro. Tinha uma reeleição segura, mas cresceu os olhos e ficou com uma mão na frente e outra atrás.
/////////
E em Princesa! No primeiro turno, vitória de Ricardo por 300 votos.No segundo, vitória de Ricardo por 600 votos. Esforço de Ricardo Pereira, de Nininha Lucena,de Givaldo Morais, de Aledson Moura,de irismar Mangueira, de Joelma Muniz, de Givaldo de Paulo de Chico Preto, de Assis Maria, de Célio Biró e de todos os outros que não quiseram mais se submeter ao jugo do tal e qual, aquele que é conhecido como “Lambái”.
/////////
E aquela senhora que ameaçava invadir determinada repartição com uma chibata na mão, marretando em todo aquele que não votou em Cássio, como  vai se comportar? Eu adianto: vai chegar murchinha, murchinha, pedindo arrego e implorando perdão.
//////////
E aquela outra que colocou uma entidade de classe a serviço da política, mesmo sabendo que na entidade existiam sócios que votavam em Ricardo Coutinho, chegando mesmo a subscrever uma petição na justiça usando a entidade como parte, vai ter que tomar rivotril para não sofrer uma bilôla.
//////////
Eu avisei: rapaz, não tente ser mais esperto do que os outros,pois o que se julga esperto demais termina na sarjeta.
/////////
Maria de Fátima Ventura, gravem esse nome, uma guerreira,uma capeta, uma lutadora incansável nessa campanha de Ricardo.E o mesmo digo de Humberto Alexandre, de sua mulher Tatiana, de Diego Lima, de Célio Alves, de Luis Torres, de Edmilson Lucena, de Fábio Bernardo, de Alex Filho, de Fernando Caldeira e de Rico Coutinho.
/////////
Mais tarde eu volto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário