segunda-feira, 14 de julho de 2014

Presidenta Dilma volta a receber vaias e xingamentos na final da Copa do Mundo

L2D7D8373D2C3492389181D096693EF72Um dos momentos mais polêmicos da cerimônia de abertura da Copa do Mundo voltou a ocorrer no encerramento: vaias da arquibancada para a presidente Dilma Roussef, convidada para a entrega da taça ao campeão, neste domingo, no Maracanã, na final Alemanha x Argentina.
Ela havia recebido algumas vaias ainda durante o jogo vencido por 1 a 0 para os alemães, mas um lance da partida acabou desviando a atenção dos torcedores. Depois que acabou a partida, logo que sua imagem apareceu no telão, sofreu muitas vaias do público.  E ouviu um grito de “Dilma, vai tomar no c…” durante os segundos em que ficou com a taça nas mãos, antes de entregá-la ao capitão alemão, Lahm.
Dilma já havia sido vaiada e xingada em coro por parte da torcida que compareceu ao Itaquerão, no dia 12 de junho, para o Brasil x Croácia. E esse não foi a primeira vez. Na abertura da Copa das Confederações de 2013, em Brasília, já havia passado por isso.
Depois do jogo de abertura, Dilma não foi a nenhuma partida mais da Copa do Mundo. Após o jogo em São Paulo, afirmou que jamais deixaria se perturbar por agressões verbais e xingamentos “que não podem sequer ser escutados pelas crianças e pela família”.
Dias antes oficializar que participaria da entrega da taça no Maracanã, afirmou que um eventual “constrangimento” das vaias seria “ossos do ofício”.
O Maracanã já havia sido palco de inúmeras vaias ao então presidente Lula na abertura dos Jogos Pan-Americanos de 2007. Ouvia xingamentos a cada vez que sua imagem aparecia no telão. Isso rendeu uma quebra de protocolo e ele optou por nem fazer o discurso de abertura.
Já na Copa das Confederações, Dilma foi defendida pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, que cobrou “fair play” da torcida. Dilma passou por cima das vaias e foi seca. “Declaro oficialmente aberta a Copa das Confederações 2013.”
UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário