RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Chuvas fazem crateras em açude no Sertão e população teme rompimento

Preocupação é para que não se repita a tragédia que ocorreu no estado em junho de 2004 com o rompimento da barragem de Camará, na região do Agreste, que inundou parte de três municípios, deixou cinco mortos e milhares de desabrigados
Cidades | Em 13/04/14 às 17h32, atualizado em 13/04/14 às 18h10 | Por Luciana Rodrigues
Reprodução/ Patosonline
Buracos foram formados após as últimas chuvas
As chuvas que caem há cerca de dois meses no Sertão do estado e que são motivo de muita alegria têm também provocado preocupação nos moradores do município de Santa Terezinha, localizada na região metropolitana de Patos, a 320 quilômetros de João Pessoa.
É que enormes crateras foram formadas na parede do manancial e a população teme que elas possam causar o rompimento da açude, que tem capacidade para acumular 53 milhões de metros cúbicos de água. 
A preocupação é para que não se repita a tragédia que ocorreu na Paraíba em junho de 2004 que resultou  no rompimento da barragem de Camará, na região do Agreste, e que inundou parte dos municípios de Alagoa Grande, Mulungu, Alagoa Nova e Areia. Na tragédia, cinco pessoas morreram e cerca de 3 mil ficaram desabrigadas.
Temendo o pior, internautas postaram fotos nas redes sociais como forma de alerta e demonstrando preocupação principalmente com os moradores das áreas ribeirinhas. O açude Capoeira fica na bacia Hidrográfica do Rio Espinharas e após as últimas chuvas atingiu 17 milhões de metros cúbicos, ou seja, 32% da sua capacidade de armazenamento d’água.

Processo erosivo formou  buracos após as chuvas
Foto: Processo erosivo formou buracos após as chuvas
Créditos: Reprodução/ Patosonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário