RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

sábado, 7 de janeiro de 2017

Duas mães e tio são presos na PB por crimes contra os próprios familiares.


Mães são suspeitas, respectivamente, de espancamento e abandono; tio foi preso suspeito de estuprar sobrinho
Polícia | Em 06/01/17 às 23h22, atualizado em 06/01/17 às 23h31 | Por Redação
Reprodução/Google Street View
Central de Polícia de Campina Grande
Três pessoas foram presas em ações da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Infância e Juventude de Campina Grande suspeitas de cometer crimes contra os próprios familiares. Em entrevista concedida à TV Correio nesta sexta-feira (6), o delegado Francisco Iasley Almeida detalhou as ocorrências, envolvendo duas mães e um tio das vítimas.



Em um dos casos, uma das mães foi presa em flagrante no bairro da Liberdade, na Zona Sul de Campina Grande, suspeita de espancar o filho dela, um bebê de um ano e oito meses. Ela foi denunciada por vizinhos. “A delegacia esteve na sua residência, a prendeu em flagrante e constatou que ela, na noite anterior, havia arremessado o filho várias vezes contra a parede, fazendo com que a cabeça dele batesse diversas vezes”, disse o delegado, acrescentando que a criança sofreu lesões e teve convulsões após ser agredida.

A suspeita alegou à polícia que cometeu as agressões porque o filho chorava muito e isso a teria chateado. Após a prisão da mãe, a criança foi encaminhada para um abrigo assistencial para receber os cuidados necessários.

Em outro caso, também em Campina Grande, outra mulher foi presa suspeita de abandono de incapaz e de ameaçar de morte os três filhos, de nove, oito e dois anos de idade. Ela os deixou na casa da avó paterna alegando, segundo Iasley, que não queria mais cuidar deles porque o marido dela (que se encontra preso) teria um caso com outra mulher.

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita se negou a pegar os filhos de volta e passou a fazer ameaças, afirmando que poderia matá-los envenenados.

Em uma terceira ação da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Infância e Juventude de Campina Grande, foi cumprido um mandado de prisão preventiva contra um homem suspeito de estuprar um sobrinho de oito anos de idade.

As ocorrências foram registradas na Central de Polícia Civil de Campina Grande, para onde os suspeitos foram conduzidos.
Fonte: Portal Correio Pb

Nenhum comentário:

Postar um comentário