sábado, 7 de janeiro de 2017

Alagoa Grande e mais oito municípios vão receber a partir desta segunda-feira a Operação Fumacê




A Secretaria estadual de Saúde realiza a partir desta segunda-feira  em nove municípios paraibanos ‘Operação Fumacê”. A intenção é combater a reprodução o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. O 1º Fumacê de 2017, acontece no período de 9 de janeiro a 2 de fevereiro.
O veneno utilizado no fumacê é um composto de óleo mineral que mata qualquer tipo de mosquito, mas não apresenta risco à saúde humana. 
Nas cidades de  Mamanguape, Aroeiras, Soledade, Taperoá, Alagoa Grande, Esperança e Queimadas, a ação começa nesta segunda-feira (9); em Santa Cecília será no dia 10, em Rio Tinto, no dia 12. Em cada município a ação ocorrerá em quatro semanas. O calendário do fumacê nos demais municípios será definido de acordo com o resultado do Levantamento do Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa).
A gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega, disse que a escolha dos municípios se deu por critérios técnicos. “Foram levados em consideração o índice de infestação do mosquito, os casos de óbitos em decorrência das doenças transmitidas pelo Aedes e também os casos suspeitos das doenças registrados no sistema Dengue Online”, explicou.
Renata lembra que a ação ocorrerá durante todo o ano de 2017, de acordo com o LIRAa. “A partir do resultado do LIRAa e incidência das três doenças, serão definidos os próximos municípios e as datas para a Operação Fumacê”, falou. 
O LIRAa de 2017 está previsto para acontecer nos meses de janeiro (de 30 a 03/02); abril (de 24 a 28); julho (de 03 a 07) e outubro (de 23 a 27). O Ministério da Saúde assegurou aos municípios 60% dos recursos do teto de vigilância em saúde, para o primeiro semestre. O valor restante (40%) será repassado conforme o cumprimento das metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário