piemonte fm

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Campinense volta a conquistar um bicampeonato estadual após 36 anos

Última vez que a Raposa tinha sido campeã na sequência havia sido em 1980. Título deste ano mantém sina de campeonatos conquistados em anos olímpicos desde 2004

Por João Pessoa
Foi mais sofrido do que a torcida poderia imaginar. A derrota de 1 a 0 para o Botafogo-PB tiropu a invencibilidade do Campinense, mas não impediu a festa do bicampeonato na noite desta quarta-feira, no Amigão. Um bi, aliás, esperado por 36 anos.A última vez que o Campinense havia conquistado dois títulos na sequência foi em 1980. 
Campinense, comemoração, título paraibano, final, paraibano 2016, Glédson (Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com/pb)Campinense comemora o seu 20º título na contagem da FPF; para o clube, é uma taça a mais
(Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com/pb)

O título deste ano mantém uma escrita curiosa: desde 2004 que a Raposa é campeã em ano olímpico. Foi assim também em 2008 e 2012. No entanto, só neste ano é que a faixa veio com o gostinho do bi, já que levantou a taça também no ano passado.
A contagem de títulos estaduais gera muita polêmica. O Campinense, por exemplo, considera a conquista de 2016 como a 21ª de sua história. Para a Federação Paraibana de Futebol (FPF), são vinte títulos. A divergência vem do campeonato de 1975, em que a entidade considera Botafogo-PB e Treze como vencedores. O Campinense, respaldado numa decisão de época do STJD, acredita ser o campeão no lugar do Galo.
O Botafogo-PB segue como grande vencedor dos estaduais, com 29 conquistas. Entre os clubes em atividade, também já levantaram a taça: Treze (15 vezes), Auto Esporte (6 vezes), Sousa e Santa Cruz-PB (2 vezes cada), Nacional de Patos e Atlético de Cajazeiras (1 vez cada).
TODOS OS CAMPEÕES

1917 - Colégio Pio X (1)
1918 - Cabo Branco
1919 - Palmeiras
1920 - Cabo Branco
1921 - Palmeiras
1922 - Não houve (2)
1923 - América
1924 - Cabo Branco
1925 - América
1926 - Cabo Branco
1927 - Cabo Branco
1928 - Palmeiras
1929 - Cabo Branco
1930 - Não houve (3)
1931 - Cabo Branco
1932 - Cabo Branco
1933 - Palmeiras
1934 - Cabo Branco
1935 - Palmeiras
1936 - Botafogo
1937 - Botafogo
1938 - Botafogo
1939 - Auto Esporte
1940 - Treze
1941 - Treze
1942 - Astréa
1943 - Astréa
1944- Botafogo
1945 - Botafogo
1946 - Felipéia
1947 - Botafogo
1948 - Botafogo
1949 - Botafogo
1950 - Treze
1951 - Não houve
1952 - Red Cross
1953 - Botafogo
1954 - Botafogo
1955 - Botafogo
1956 - Auto Esporte
1957 - Botafogo
1958 - Auto Esporte
1959 - Estrela do Mar
1960 - Campinense
1961 - Campinense
1962 - Campinense
1963 - Campinense
1964 - Campinense
1965 - Campinense
1966 - Treze
1967 - Campinense
1968 - Botafogo
1969 - Botafogo
1970 - Botafogo
1971 - Campinense
1972 - Campinense
1973 - Campinense
1974 - Campinense
1975 - Botafogo e Treze (4)
1976 - Botafogo
1977 - Botafogo
1978 - Botafogo
1979 - Campinense
1980 - Campinense
1981 - Treze
1982 - Treze
1983 - Treze
1984 - Botafogo
1985 - Não foi decidido (5)
1986 - Botafogo
1987 - Auto Esporte
1988 - Botafogo
1989 - Treze
1990 - Auto Esporte
1991 - Campinense
1992 - Auto Esporte
1993 - Campinense
1994 - Sousa
1995 - Santa Cruz
1996 - Santa Cruz
1997 - Confiança
1998 - Botafogo
1999 - Botafogo
2000 - Treze
2001 - Treze
2002 - Atlético de Cajazeiras (6)
2003 - Botafogo
2004 - Campinense
2005 - Treze
2006 - Treze
2007 - Nacional de Patos
2008 - Campinense
2009 - Sousa
2010 - Treze
2011 - Treze
2012 - Campinense
2013 - Botafogo
2014 - Botafogo
2015 - Campinense
2016 - Campinense
Observações:
(1) Alguns historiadores consideram o início do Campeonato Paraibano em 1908, com o primeiro torneio de clubes registrado. O título ficou com o Parahyba Foot-Ball Club. Nos registros da FPF, no entanto, o primeiro campeão é o Colégio Pio X, em 1917. E a primeira organização a promover o certame foi a Liga Desportiva Parahybana, em 1919.
(2) O Pytaguaras venceu o Torneio Início de 1922 e é considerado por alguns historiadores como o campeão daquele ano. O fato é que o Campeonato Paraibano acabou cancelado pela Liga Desportiva Parahybana.
(3) Não houve campeonato por causa da Revolução de 1930.
(4) O campeonato de 1975 apresenta a maior polêmica da história. Botafogo e Treze ganharam um turno cada e acabaram reconhecidos pela FPF como campeões daquele ano, já que não houve datas disponíveis para a decisão. O Campinense ganhou os pontos de uma partida contra o Nacional de Patos no STJD e, assim, superaria o Treze. O fato é que a FPF jamais reconheceu tal decisão.
(5) O campeonato não foi decidido por falta de datas.
(6) Vice-campeão paraibano, o Botafogo acusou o Atlético de Cajazeiras de ter escalado irregularmente o goleiro Alonso. O Belo recorreu ao TJD-PB, que confirmou a perda de pontos do time sertanejo. A Federação, no entanto, desconsiderou a decisão. Justamente por isso, o Botafogo considera um título a mais em relação à lista da FPF - 29 a 28.

Nenhum comentário:

Postar um comentário