piemonte fm

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Campinense perde para o Cruzeiro por 3 a 2 e está fora da Copa do Brasil 2016

Raposa paraibana lutou muito, e chegou a empatar o jogo, mas time da casa mostrou força e conquistou a vitória, apesar de ter sofrido vaias da torcida

Futebol | Em 06/05/16 às 00h01, atualizado em 06/05/16 às 00h08 | Por Redação
Divulgação
Estádio Mineirão
O Campinense lutou muito, mas acabou eliminado da Copa do Brasil 2016 ao perder a partida contra o Cruzeiro por 3 a 2 na noite desta quinta-feira (5), no estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Allano, Arrascaeta e William marcaram para os donos da casa, enquanto Adalgiso Pitbull descontou duas vezes para o time paraibano.



Nos primeiros minutos do jogo, o Cruzeiro trocou passes e mostrou paciência. Enquanto isso, o Campinense se fechava bem, mas errava muito na saída de bola. Precisando fazer gol para se classificar, a Raposa mineira tomava mais a iniciativa de ir ao ataque. 

A vontade de vencer do Cruzeiro se mostrou forte logo aos 17 minutos. Élber lançou Lucas na linha de fundo. O lateral-direito cruzou na pequena área e, de cabeça, Allano mandou para o fundo da rede. 

O Cruzeiro seguiu melhor na partida, indo para cima e forçando a marcação do Campinense, que, em desvantagem e podendo ser desclassificado, resolveu sair mais para o jogo.

A intenção da equipe paraibana deu resultado aos 39 minutos. Filipe Ramon arrancou do campo de defesa, avançou bem e tocou para Adalgiso Pitbull que, com leve toque, venceu o goleiro Fábio e deixou tudo igual no placar, mas a vantagem agora era da Raposa paraibana, que podia se classificar com qualquer empate.

O primeiro tempo terminou empatado e o time da casa saiu vaiado pela torcida, que pedia raça.

No segundo tempo, o Campinense parecia até mais disposto. Mas os ânimos mudaram aos quatro minutos, com um golaço de Arrascaeta. O argentino bateu falta muito bem, por cima da barreira, sem chances para o goleiro Gledson.

O Cruzeiro cresceu após o gol e seguiu melhor, cercando a área do Campinense. E não deu outra. Aos 29 minutos, o time da casa ampliou a diferença. Em um contra-ataque rápido, Willian recebeu com liberdade e tocou na saída de Gledson. 

A Raposa da Paraíba não se rendeu. Aos 41 minutos, o Campinense pressionou, Fábio salvou em um primeiro momento, mas, na sequência, Pitbull recebeu e chutou cruzado no cantinho esquerdo de Fábio, trazendo muita emoção para a partida.

Aí era tudo ou nada. O Campinense tentou ir para cima, em busca do sonhado gol da classificação, enquanto o Cruzeiro seguiu tentando cadenciar o jogo. Aos 46 minutos, o goleiro Gledson partiu para o ataque em falta para o Campinense. Após a cobrança, a defesa do Cruzeiro afastou a bola e Pisano arrancou para o ataque. Gledson voltou para a defesa e fez falta dura no adversário, procurando evitar o quarto gol do Cruzeiro. Ele foi expulso e Reginaldo Júnior teve que ir para o gol pois não havia mais substituições a fazer.
A partida seguiu até os 49 minutos. Mesmo com a classificação, o Cruzeiro saiu de campo vaiado novamente pela torcida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário