piemonte fm

terça-feira, 29 de março de 2016

Congresso em Foco volta a dar destaque ao nome de Romero na lista da Odebrecht e tucano vai à PF


Congresso em Foco volta a dar destaque ao nome de Romero na lista da Odebrecht  e tucano vai à PF
 Ontem (28), o portal de visibilidade nacional Congresso em Foco, trouxe novamente em destaque o nome do prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) como um dos integrantes da lista dos 300 nomes mencionados nos documentos apreendidos pela Polícia Federal durante a 23ª fase da Operação Lava Jato que teriam recebido doações da Odecbrech.


Neste novo destaque nacional o portal trouxe a definição de quem é cada um dos 300 nomes mencionados nos documentos apreendidos pela Polícia Federal durante a 23ª fase da Operação Lava Jato. (Confiram a matéria completa no link: http://goo.gl/c3v2bW).


Na Paraíba, os nomes do ex-prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena e do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, bem como do senador Cássio Cunha Lima também aparecem na lista da empreiteira.

Os documentos foram apreendidos pela Polícia Federal e listam possíveis repasses da Odebrecht para mais de 200 políticos de 18 partidos políticos. É o mais completo acervo do que pode ser a contabilidade paralela descoberta e revelada semana passada, pela força-tarefa da Operação Lava Jato.


Romero Rodrigues (também do PSDB) teria recebido R$ 300 mil para pagar gastos de campanha. As supostas doações não constam na prestação de contas dos dois remetida ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Os documentos foram encontrados pela Polícia Federal em poder de Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura, e conhecido no mundo empresarial como “BJ”, conforme notícia disponibilizada no blog de Fernando Rodrigues. Os dados foram revelados nesta terça-feira pela Polícia Federal. Os executivos da Odebrecht negociam delação premiada com o Ministério Público Federal do Paraná. O presidente da companhia, Marcelo Odebrecht, continua preso em Curitiba e foi condenado a uma pena de 19 anos.


Romero -  Diante da dvilgação da lista, o prefeito Romero Rodrigues fez uma visita espontânea nesta segunda-feira, 28, ao delegado chefe da Polícia Federal na cidade, Carlos Felipe Maciel Costa.

O principal motivo da audiência segundo Romero foi  passar a limpo a possível inclusão de seu nome numa lista atribuída à Odebrecht e divulgada, em forma de vazamento, relacionando mais de 300 políticos do Brasil supostamente favorecidos com dinheiro da empresa.


“Pela absoluta falta de procedência, sinto-me indignado e garanto hoje ser o mais interessado agora no esclarecimento desse absurdo”, ressaltou o prefeito, que esteve acompanhado do procurador geral do Município José Mariz. Romero garantiu que abriu mão do foro privilegiado e de todos os sigilos – bancário, fiscal e telefônico – para deixar claro que não tem nada a temer em termos de investigação.


Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário