piemonte fm

quarta-feira, 9 de março de 2016

Atuação de Sérgio Moro que comanda Operação Lava Jato divide opiniões de deputados


Atuação de Sérgio Moro que comanda Operação Lava Jato divide opiniões de deputados
Prestes a desembarcar na Paraíba para ser palestrante, o juiz da Operação Lava Jato Sergio Moro, terá que conviver com reações opostas por parte dos deputados paraibanos: enquanto um deseja homenageá-lo com a mais alta comenda da Casa de Epitácio Pessoa, outro, deseja o seu imediato afastamento do caso.
Quem está irradiante com a atuação do magistrado que trabalha na Justiça Federal no Paraná, é o deputado estadual, Artur Filho (PRTB) que defendeu, nesta terça-feira (8), a concessão da medalha Epitácio Pessoa e o voto de aplauso na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) ao magistrado.

De acordo com o Arthurzinho, a atuação do juiz é motivo de orgulho para o povo brasileiro por seu trabalho na elucidação dos crimes investigados na Lava Jato. O parlamentar disse também que graças ao trabalho de Sérgio Moro, o país tem sido passado a limpo, o que é salutar para a democracia brasileira. “O juiz Sérgio Moro dá o exemplo pela coragem, altivez e independência, de como está se portando à frente das investigações na Operação Lava Jato”, destacou.

Sentimento oposto tem o deputado Anísio Maia (PT) que usou a tribuna da Assembleia Legislativa para anunciar o envio de ofícios ao presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ricardo Lewandowski e ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, solicitando o afastamento imediato do juiz Sérgio Moro da condução do processo que apura a prática de crimes identificados na Operação Lava Jato.

“O Estado democrático de direito foi frontalmente violado e um precedente gravíssimo foi aberto. A arbitrariedade praticada na condução coercitiva do ex-presidente Lula não encontra nenhum respaldo no ordenamento jurídico brasileiro. Portanto, foi uma ilegalidade e considerado um verdadeiro sequestro por insuspeitos operadores do direito, como o jurista Celso Antonio Bandeira de Mello e até mesmo pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Mello. ” afirmou Anísio Maia.

Os ofícios a serem enviados também foram subscritos pelo deputado Jeová Campos (PSB) e ainda ressaltam a relação de proximidade do juiz Sérgio Moro com políticos do PSDB e com a Rede Globo. Para Anísio “a condução do juiz Moro na operação Lava Jato não está preocupada em combater a corrupção, mas, em fazer a política. O senador Aécio Neves (PSDB-MG), por exemplo, já foi delatado por três depoentes diferentes, mas, Sérgio Moro fez de conta que não ouviu. Ninguém está acima da Lei, mesmo que seja filiado ao PSDB.”, disparou.

MORO EM JP: O juiz federal, Sérgio Moro, responsável pelo andamento da Operação Lava Jato, vai proferir palestra, no mês de maio, na cidade de João Pessoa.A participação do magistrado acontecerá dentro da conferência internacional sobre ‘Investimento, Corrupção e o Papel do Estado – Um Diálogo Suíço Brasileiro’, evento fruto de uma parceria entre Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a Université de Lausanne, a International Law Association – ramo brasileiro (Ila Brasil), e a ILA Suíça (International Law Association – Swiss Branch. A Escola da Magistratura Federal e o Tribunal Regional Federal da 5ª Região.O evento trará a João Pessoa professores de renome internacional, das principais universidades do Brasil, de Genebra e Lausana na Suiça. O juiz Sérgio Moro é também professor da Universidade Federal do Paraná.


Henrique Lima 

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário