piemonte fm

sábado, 19 de setembro de 2015

Greves em universidades causam prejuízo a setor de transportes na PB

Empresas de ônibus, taxistas e mototaxistas reclama de prejuízo.

Greve da UFCG começou no dia 25 de junho e da UEPB no dia 19 de junho.

Do G1 PB
  As greves das universidades Estadual da Paraíba (UEPB) e Federal de Campina Grande (UFCG) está causando prejuízo ao setor de transportes  na cidade. Empresas de ônibus, taxistas e mototaxistas reclamam que com a fata de aulas, o movimento diminuiu e trouxe junto consigo prejuízos. De acordo com a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande (STTP), nos meses de junho, julho e agosto deste, o número de passagens para estudantes diminuiu em 420 mil, comparado ao mesmo período de 2014.
A STTP  fez o levantamento levando em consideração a quantidade de vezes que os passes estudantis foram registrados nas catracas dos ônibus municipais no período dito acima.
“A gente tem uma queda no nosso faturamenteo no número de passageiros transportados. No geral, hoje nossa perda é entre 9 e 10%, com as mesmas despesas, só cai o faturamento. Inclusive nós já estamos com medo de no dia de folha de pagamento, a gente ter que ir para porta de banco, mas até então estamos, pelo menos nessa questão dos funcionários, em dia” explicou Dioso Cabral, dono de uma das empresas de ônibus de Campina Grande.
Os taxistas que têm ponto em frente à UFCG também lamentam o longo período de greve e reclamam dos prejuízos. “A situação da gente aqui está muito difícil. Porque a gente trabalha sempre só aqui nesse ponto e a gente depende muito da universidade. Professor, aluno e a gente vive numa situação que não sabe como recorrer”, disse Ivanildo Ferreira.
Outro setor que está sendo atingindo é o dos mototaxistas. Alguns alegam que o prejuízo chega quase aos 100%. “A perda da gente aqui está 95%. A gente praticamente está vendendo o almoço para comprar o jantar”, afirmou o mototaxista João Gomes.
A Univesidade Federal de Campina Grande (UFCG) está em greve desde o último dia 25 de junho. Já a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) parou as atividades no dia 19 de junho.
tópicos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário