piemonte fm

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Campina Grande tem alto risco de infestação de dengue e crescimento da doença preocupa população


Campina Grande tem alto risco de infestação de dengue e crescimento da doença preocupa população
 Apesar do Estado da Paraíba ter conseguido uma redução de 72,5% no número de notificações de dengue, o levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES) indica que ainda há um número considerável de municípios em que há risco de surto da doença.


Entre as cidades que ainda apresentam índices preocupantes, está Campina Grande, cujo último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) apontou índice de infestação de 7,6%.


Um exemplo disso se dá no bairro da Prata, em Campina, onde uma piscina desativada está servindo para reprodução do mosquito. Ela fica em uma das casas da Rua Marechal Deodoro da Fonseca e, segundo moradores, o problema se arrasta há mais de um ano.


No começo do ano Campina estva com 66,6% dos bairros apresentando alto risco de infestação de dengue. São 34 dos 51 bairros do município, de acordo com o primeiro levantamento realizado no ano. Segundo a Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses, índice geral da cidade ficou em 4,4%.


Os bairros que apresentaram os maiores índices foram Malvinas II (6,5%), Bodocongó, Novo Bodocongó e Serrotão, estes com índice de 6,2%. Já os menores foram nos bairros do Monte Santo, Jardim Continental, Cuités e o bairro da Conceição, com índice 1,7%, considerado "em alerta".


Para, a Coordenadora de Zoonoses do município, Rossandra Oliveira, explicou que equipes já estiveram na casa, mas não tiveram autorização para entrar. Segundo a SES, todo caso suspeito de Chikungunya é de notificação compulsória (obrigatória) imediata e deve ser informado, em até 24 horas, ao município, Estado e União, podendo ser feita pelo telefone 0800-281-0023.


Na Paraíba - Um total de 80 municípios da Paraíba estão em situação de risco para surto de dengue, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (3) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Há ainda 99 municípios em alerta e 36 em situação satisfatória. Apesar disto, também foi apontada uma redução de 72,57% no registro de casos de dengue no estado no mês de julho em relação ao mês de junho. De acordo com a SES, durante o mês de julho, 215 municípios realizaram o 3º levantamento de índices e segundo esses dados, 80 (35,8%) municípios estão em situação de risco para surto.


Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário