piemonte fm

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Polícia prende em João Pessoa dois homens suspeitos de falsificação de documentos


Polícia prende em João Pessoa dois homens suspeitos de falsificação de documentos
 A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações da Capital – DDF, prendeu na tarde desta terça-feira (12) os comerciantes da cidade de Sousa, Francisco Jailson de Oliveira, 38 anos, e Francisco Chagas de Oliveira Neto, 36 anos, suspeitos de falsificação. Os homens estavam com vários documentos falsos, entre eles Carteiras de Identidade, CPF, Declarações de Imposto de Renda, Guias de Tributos e Cartões de Crédito em nomes de várias pessoas.


Os comerciantes do Sertão do Estado estavam tentando contrair empréstimos consignados em uma agência da Caixa Econômica Federal localizada no Centro de João Pessoa usando nomes de outras pessoas quando foram presos em flagrante. “Estes comerciantes já tinham tentado outras vezes contrair empréstimos em outras agências da Caixa que ficam em várias cidades da Paraíba e quando eles apresentaram os documentos falsos o gerente viu no sistema do banco e encaminhou as informações para o Instituto de Polícia Científica – IPC, que confirmou as falsificações”, disse o delegado titular de Defraudações e Falsificações, Lucas Sá.


Esta foi a segunda tentativa da dupla de fazer a transação no mesmo banco. A primeira foi quando a agência abriu, por volta das 10h da manhã, mas os comerciantes foram informados pelo gerente para retornarem no período da tarde sob a alegação de que o movimento estaria mais tranquilo. A partir daí a polícia foi informada e montou uma campana para aguardar a dupla.


Na Delegacia, eles disseram durante o depoimento que existe mais um homem envolvido no crime. Ele seria responsável pelas falsificações dos documentos, mas não revelaram o nome desta pessoa à polícia. “Agora vamos concentrar as nossas investigações na identificação e prisão deste homem para assim concluir o inquérito”, afirmou Lucas Sá.


Francisco Jailson e Francisco Chagas foram autuados pelos crimes de falsa identidade, uso de documento falso e associação criminosa, uma vez que existe uma terceira pessoa sendo investigada por participação direta na fraude. Os dois foram encaminhados para o Presídio do Roger, onde vão aguardar pela sentença da Justiça.


Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário