piemonte fm

terça-feira, 19 de maio de 2015

Estado deposita valores descontados de professores em greve na Paraíba

Confirmação do pagamento foi divulgada pela direção do Sintep-PB

Medida contempla professores que tiveram descontos por dias parados.

Do G1 PB
O governo do Estado da Paraíba depositou nesta terça-feira (19) os valores que foram descontados dos salários dos professores da rede estadual de educação que ficaram parados durante o período de greve da categoria, que durou 30 dias no mês de abril. A confirmação do pagamento foi feita pela direção do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Educação da Paraíba (Sintep-PB).
A divulgação da medida de que o governo iria criar uma folha extra para garantir os ressarcimentos dos descontos foi anunciada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) depois de uma reunião realizada na quinta-feira (14) com o sindicato da categoria. O Sintep-PB não divulgou quantos professores tiveram os descontos ressarcidos.
Além do ressarcimento, Coutinho também disse que se comprometeu com o sindicato que vai enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei que garanta reajustes anuais de 20% no piso salarial dos professores a cada mês de janeiro dos anos de 2016, 2017 e 2018. "É importante permanecer no diálogo. Até 2018 o piso dos professores terá dobrado em relação a janeiro de 2014", disse à época. O governo do Estado também se comprometeu a não registrar as faltas do período da greve.
A greve aconteceu entre os dias 1º e 30 de abril e a categoria resolveu encerrar o movimento após alguns professores terem observado descontos em seus salários por dias não trabalhados. O Tribunal de Justiça decretou a ilegalidade da greve no dia 24 de abril e as aulas foram retomadas no dia 4 de maio.
Movimento
A categoria reivindicava um reajuste salarial de 13,01%, Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) para os trabalhadores da educação, gratificação dos diretores escolares, eleição de diretor em toda as escolas do estado, piso na integralidade e redução da carga horária para 30 horas semanais.
Ainda segundo a Secretaria de Estado da Educação, "atualmente, um professor da rede estadual percebe um salário base de R$ 1.525,00 para uma carga horária de 30 horas semanais. Como incentivo para o professor que está em sala de aula, o Governo do Estado concede uma Bolsa Desempenho que varia de R$ 265,00 a R$ 610,00, de acordo com a qualificação profissional".

Nenhum comentário:

Postar um comentário