piemonte fm

terça-feira, 21 de abril de 2015

Presidente do PT-PB diz que postura de Anastácio e Anísio não possui relação com o pensamento da maioria do partido

BLOG SIMONE DUARTE/ POSTAGEM: COMANDO DO POVO /SÁTIRO COELHO AYRES

charlinton2Charliton Machado destaca que o momento atual deve ser de união das forças progressistas contra o conservadorismo da direita golpista
Nesta segunda-feira, 20, a imprensa paraibana divulgou a notícia de que os deputados estaduais do Partido dos Trabalhadores da Paraíba (PT-PB), Frei Anastácio e Anísio Maia, teriam assinado o pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa para apurar supostas irregularidades no Empreender Paraíba. O presidente do PT estadual, Charliton Machado, destacou que a postura adotada pelos parlamentares não representa a direção do partido.
“A presidência do PT da Paraíba discorda da posição adotada pelos dois deputados em assinar essa CPI que foi criada por partidos adversários ao nosso projeto político estadual, pois, somos aliados ao PSB e participamos do governo”, enfatizou.
Charliton Machado ainda ressaltou que o momento é de unir as forças progressistas e não afastá-las, principalmente na atual conjuntura, em que estão em pauta as grandes bandeiras nacionais: “neste sentido estamos juntos e aliados ao governador Ricardo Coutinho”.
“Essa foi uma postura dos dois deputados isoladamente, sem qualquer orientação do Partido dos Trabalhadores e da sua direção no estado. O importante é que a bancada do PT esteja unida para que o Estado avance nas grandes políticas demandadas pela sociedade, tais como, a melhoria na educação, o investimento na saúde e em outros grandes projetos estruturantes e que, sobretudo, se coloque à disposição para construir de forma mais efetiva e exitosa, a relação entre o Governo Federal e Estadual, em prol da maioria do povo paraibano. Esse movimento de criar uma CPI do Empreender Paraíba caracteriza-se como um movimento golpista capitaneado pelo PSDB, visando tão somente desestabilizar o governo Ricardo Coutinho e a sua administração”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário