piemonte fm

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Polícia desconhece motivos de abandono de bebê na Grande JP e não identificou família

Como nenhum parente foi até o hospital, Moisés ficará aguardando a decisão da Justiça. A polícia ainda desconhecia as motivações para o abandono e a família ainda não havia sido identificada

Polícia | Em 02/04/15 às 22h19, atualizado em 02/04/15 às 22h21 | Por Redação
Reprodução/Montagem - Portal Correio
Bebê se recupera bem na UTI Neonatal
O motivo ainda é um mistério. Por que uma mulher abandonou um bebê em uma calçada próxima a um depósito de lixo? Um menino com poucas horas de nascido e que ainda carregava no corpo o cordão umbilical, ligação dele com a mãe. Uma criança indefesa, salva pelo choro que chamou a atenção de um morador, que fez um gesto de solidariedade que mudou a vida do menino, que recebeu o nome de Moisés, uma referência ao menino hebreu que foi deixado nas águas para escapar da morte. Assim como o Moisés da Bíblia, o Moisés resgatado no bairro de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, foi salvo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Depois de 24 horas do resgate, a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência responsável pelo primeiro atendimento de Moisés foi visitar o menino, que continuava internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Edson Ramalho, na Capital.

“Está bem, está reagindo bem, estava acordadinho, estava brabo porque estava com fome, mas ele já está se alimentando pela sondinha, está motorizado e fazendo a antibióticoterapia, para descartar qualquer infecção”, disse a médica Luana Freire, do Samu. Segundo ela, o bebê ainda ficará em observação. Ela evidenciou que esta foi a ocorrência mais gratificante em que atuou como profissional do Samu.

A recuperação rápida de Moisés é comemorada por todos, dentro e fora do hospital, mas como o menino está internado na UTI, não pode receber visitas. Apenas a equipe médica tem acesso a Moisés.

Os profissionais da unidade hospitalar já se preparavam para dar alta do menino da UTI. Como nenhum parente foi até o hospital, Moisés ficará aguardando a decisão da Justiça. A polícia ainda desconhecia as motivações para o abandono e a família ainda não havia sido identificada.
Confira a reportagem da TV Correio HD:


Nenhum comentário:

Postar um comentário