piemonte fm

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Mãe que abandonou bebê escondeu gravidez por vergonha da família; assista


Delegado revelou que mãe é universitária; o pai da criança, Moisés Ferreira Teixeira, de 23 anos, é funcionário público e estudante de direito e já se encontra com a guarda do filho
Cidades | Em 28/04/15 às 20h07, atualizado em 28/04/15 às 23h52 | Por Redação
Reprodução/Montagem - Portal Correio
Bebê encontrado em Cabedelo
Todos os fatos relacionados à história do garotinho Moisés, que foi abandonado em uma rua no bairro de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, foram esclarecidos em uma entrevista coletiva na sede do Fórum da Comarca da cidade, com a presença da juíza, da promotora da infância e juventude e do delegado Ademir Fernandes, que investigou o caso.

Leia também:

* Pai do bebê Moisés é confirmado em DNA e deve ficar com a criança


O nome da mãe não foi revelado a pedido dos advogados dela, mas o delegado informou que ela é universitária e que tem 23 anos. O pai da criança, Moisés Ferreira Teixeira, de 23 anos, é funcionário público e estudante de direito e já se encontra com a guarda do filho. Ele se apresentou ao Ministério Público dizendo que era o pai da criança, o que foi confirmado através de um teste de DNA.



De acordo com informações do delegado, que disse que ouviu tanto o pai como a mãe da criança, os dois tiveram um relacionamento há certo tempo, mas depois se separaram. A mãe teve um relacionamento com outra pessoa de quem teve um filho. A relação não foi adiante. Depois, ela voltou a se encontrar com Moisés. Os dois mais uma vez tiveram um relacionamento, quando o garotinho Moisés nasceu.

“Assim que ela soube da gravidez, quando ela já tinha um bebezinho de menos de um ano, teve medo de uma exposição pois a família dela é bastante tradicionalista e religiosa e escondeu até onde pôde o nascimento da criança”, disse o delegado.
A Justiça fez um estudo social do pai do bebê e da família dele para que o bebê seja tirado o mais rápido possível do acolhimento. O Ministério Público informou que continuará acompanhando o caso.
Confira abaixo a reportagem da TV Correio HD:

Nenhum comentário:

Postar um comentário