piemonte fm

sábado, 18 de abril de 2015

Empresário é sequestrado em bairro nobre de JP e deixado no Litoral Sul após perseguição

Homem sequestrado informou à Polícia Militar que, ao ser abordado, tentou sair do veículo e entregá-lo aos bandidos, que não permitiram a liberação dele e o colocaram no porta-malas

Polícia | Em 17/04/15 às 19h45, atualizado em 17/04/15 às 20h11 | Por Redação
Reprodução/Instagram/moficorreio
Veículo foi abandonado com a vítima no porta-malas
Um empresário sofreu um sequestro-relâmpago na tarde desta sexta-feira (17), no bairro de Manaíra, Zona Leste de João Pessoa. Segundo depoimento da própria vítima, ela estava se dirigindo de carro ao trabalho, às 14h, quando foi abordada por dois homens armados, que a obrigaram, sob ameaças, a seguir trajeto no veículo, um Volkswagen Gol de cor prata. O fim da ocorrência só aconteceu no distrito de Jacumã, no município do Conde, Litoral Sul da Paraíba.


O homem sequestrado informou à Polícia Militar que, ao ser abordado, tentou sair do veículo e entregá-lo aos bandidos. Estes não permitiram a liberação da vítima e, já durante o trajeto, quando se aproximaram do bairro São José, que faz limite com Manaíra, colocaram-na no porta-malas do automóvel. A partir desse momento, os suspeitos trafegaram por cerca de três horas.

De acordo com o sargento Adilson, da PM, o Centro Integrado de Operações Policiais emitiu alerta sobre o crime por volta das 16h30. Os agentes, então, resolveram se dirigir ao local por onde se supunha que os suspeitos passariam. A ação obteve sucesso, pois, a partir do avistamento do veículo, que seguia em alta velocidade, teve início uma perseguição.

“A perseguição, a princípio, foi leve, já que estávamos no Centro de Jacumã e poderia haver uma troca de tiros. Em seguida, os suspeitos aumentaram a velocidade e tentaram despistar a polícia”, contou o sargento.
A fuga terminou com o abandono do veículo, com a vítima ainda na mala. Os suspeitos entraram em uma região de mangue e permaneciam foragidos. 
Conforme detalhes passados pela vítima, apenas uma aliança foi roubada. Os demais pertences ficaram dentro do carro, inclusive um aparelho de celular que pertenceria a um dos sequestradores. 

Após ser solto do porta-malas, o empresário foi conduzido pela polícia à Delegacia de Alhandra, onde passava detalhes sobre o caso ao delegado plantonista. Os dados seriam transmitidos à Delegacia de Polícia Civil do município do Conde, que intensificaria as buscas pelos criminosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário