piemonte fm

terça-feira, 24 de março de 2015

Ricardo rebate críticas de Cássio e diz que tucano não gosta de trabalhar: “ele só fala”


Segundo o governador, o tucano “nasceu em berço de ouro” e não gosta de trabalhar.

A entrevista concedida pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB) a uma rádio da Capital, na última sexta-feira (20), voltou a repercutir nesta segunda-feira (23). É que o governador Ricardo Coutinho (PSDB), que já tinha se manifestado sobre a fala do tucano, provocado novamente pela imprensa, comentou sobre o assunto e novamente disse que o adversário na última eleição estadual estaria “desequilibrado”.

Pela manhã, durante a inauguração de um espaço sócio terapêutico no Lar da Providência, Ricardo Coutinho disse que Cássio Cunha Lima ainda não assimilou a derrota nas eleições de 2014. Segundo o socialista, o senador nunca precisou trabalhar, pois, simplesmente “nasceu em berço de ouro”, herdando uma atuação política deixada pelo pai, o ex-governador Ronaldo Cunha Lima (in memoriam).

“É evidente que o senador Cássio anda desequilibrado, não tenho a menor dúvida disso. Ele não assimilou que ele é tão mortal como qualquer um de nós, que pode ganhar ou perder”, disse.
E complementou: “Ele foi criado em berço de ouro, nunca teve que trabalhar, que colocar a mão na massa, nunca teve que ralar, ele nunca soube o que é isso, sempre ganhou tudo de mão beijada, veio de pai para filho e ele se manteve perpetuando-se, ele tem os seus chiliques quando achava que podia ter, tratava as pessoas mal, e assim sucessivamente”.

O governador Ricardo Coutinho ainda disse que vai responder os “ataques” de Cássio com obras e ações efetivas realizadas pelo seu governo. “Ele como não gosta do trabalho, só gosta de falar, ele fica falando e eu vou trabalhando. A cada mentira que ele lançar contra o meu governo, eu vou responder com obras e com esforço, o compromisso do trabalho, e é só isso que eu tenho com a população”, disse.

Entenda
O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) concedeu entrevista à Rádio Correio FM, na sexta-feira (20), e afirmou que espera celeridade do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), quanto ao julgamento das ações movidas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e a coligação “A Vontade do Povo”, que pedem a cassação do governador Ricardo Coutinho (PSB). 

O socialista é acusado de supostas irregularidades nas eleições estaduais de 2010. Segundo Cássio, as ações não se classificam como “terceiro turno”, pois, fazem parte da “regra do jogo”. “O governo distribuiu cheques do Empreender, promoveu demissões em massa e espero que haja julgamento”, comentou o tucano.
WSCOM Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário