piemonte fm

quarta-feira, 11 de março de 2015

Raniery Paulino rebate Anísio Maia e critica declarações sobre CPI: “O PT está na lama”


Para Paulino, a história política do PMDB e de seus representantes em âmbito nacional servem de referência e dão credibilidade ao partido para conduzir as apurações
 Por: Ilana Almeida



ranieryApós declarações do deputado Anísio Maia ao afirmar que a CPI que pretende investigar supostos desvios de verba pública na Petrobras serve apenas para o PMDB fazer “chantagem” contra o PT, o deputado Raniery Paulino (PMDB) saiu em defesa do partido e disse que não existe proposta de golpe contra o Governo Federal.
Paulino defendeu investigações, mas afirmou que não acredita no impeachment de Dilma: “O PT está na lama é isso que o Brasil está colocando. Mas eu não acho que isso ensejaria no impeachment da presidente Dilma. Eu acho que tem que ter uma apuração criteriosa”, destacou.
O deputado declarou solidariedade ao presidente da CPI na Câmara Federal, deputado Hugo Mota: “Eu quero manifestar minha solidariedade ao deputado Hugo Mota que tem feito um trabalho excepcional a frente da CPI, se mantendo equidistante, com equilíbrio e com a postura de apurar os fatos”.
Para Paulino, a história política do PMDB e de seus representantes em âmbito nacional servem de referência e dão credibilidade ao partido para conduzir as apurações: “Não vou polemizar com o deputado Anísio, mas dentro do PMDB eu tenho o vice-presidente do Brasil, Michel Temer, como referência e o deputado Anísio, qual a referência nacional dele dentro do PT?”, questionou.
Raniery recordou que o petista Anísio já integrou os quadros do PMDB: “O deputado Anísio Maia foi da militância da juventude do PMDB outrora é um grande quadro aqui na Assembleia, mas ele não perde a oportunidade de alfinetar o PMDB”.
Por fim, Raniery reafirmou compromisso da legenda e descartou possibilidade de golpe: “Eu tenho minha conduta, os partidos tem condutas diferentes. Eu votei na presidente Dilma e sou contra qualquer tipo de golpe. O PMDB é contra qualquer tipo de golpe e não faz CPI para chantagear ninguém”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário