piemonte fm

quarta-feira, 11 de março de 2015

Presos de Campina Grande fazem curso profissionalizante do Pronatec

Senai oferece curso em Aplicação de Revestimento Cerâmico.

Para cada três dias trabalhados, detentos redimem um dia de pena.

Do G1 PB
Os detentos do presídio do Serrotão, em Campina Grande, participam de um curso profissionalizante realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Até o fim do mês, a experiência de 180 horas deve formar uma turma capacitada em Aplicação de Revestimento Cerâmico, certificada pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).
O ponto da argamassa e o corte preciso na peça de cerâmica são alguns dos aprendizados da turma. A realização dentro da unidade é uma parceria do Senai com a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap).
O professor, com experiência de 20 anos na área, exalta a experiência. "Nós temos aplicado aqui no curso as regras da Normas Brasileiras de Regulamentações (NBR), passamos as matérias relacionadas ao processo de assentamento da cerâmica, conhecimento da argamassa e até das medições, tudo relacionado ao processo", disse o professor Jeferson Queiroz.
"Para mim, tem sido uma experiência ótima. Tem sido inovador como profissional da construção civil, foi bom porque a gente muda até um certo conceito relacionado ao sistema penitenciário, essa questão do preconceito que a gente tem superado", destacou.
A cada três dias trabalhados, os presos têm direito a redução de um dia no período de reclusão. Como o curso é oferecido pelo Pronatec, eles também recebem bolsas de estudos que podem ser sacadas pela família.
Segundo a direção, os presos são selecionados por bom comportamento. "Eles têm melhorado bastante nesse contexto de ressocialização e na perspectiva de mudança, para quando eles receberem a progressão de regime e saírem daqui. Em breve, provavelmente serão colocados aqui os cursos de mecânico de motos e pedreiro", explicou o diretor Manoel Osório.

Nenhum comentário:

Postar um comentário