piemonte fm

terça-feira, 3 de março de 2015

EM UM ANO: prefeita de importante cidade paraibana dobra gastos na folha com pessoal comissionado


EM UM ANO: prefeita de importante cidade paraibana dobra gastos na folha com pessoal comissionado
Comandando junto com seu grupo, há aproximadamente trinta anos os destinos  politicos da cidade de Araruna no Curimatau paraibano, a prefeita Wilma Maranhão (PMDB) praticamente dobrou os gastos com o pessoal contratado sem o concurso público, ou seja. tais servidores foram admitidos na gestão por interesses políticos.

Segundo dados do programa Sagres no Site do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em janeiro do ano passado, Wilma gastou dos cofres públicos RS 115.000.244,40 com servidores comissionados, com uma folha de pessoal num total de R$ 830.806.97, algo absolutamente natural,se quando olhamos os gastos de dezembro, a líder da família Maranhão consumiu dos cofres públicos R$212.517.17 com comissionados, dobrando praticamente a folha para 1.658.249.59 num total de 719 servidores comissionados, efetivos, inativos e pensionistas, triplicando o numero de servidores contratados com o argumento de ser de excepcional interesse público saltando de quatro para quinze, ou seja, mais do que triplicando o efetivo.

Outro número que chama atenção na gestão de Wilma foi o gasto de R$30.976.68 no mês de dezembro com contratações de pessoal com a justificativa de contrato por tempo determinado.

FALTA DE TRANSPARÊNCIA

O vereador de Araruna, Adaílson Bernardo (PSB), denunciou no ultimo dia 24 de fevereiro, a ausência de informações no portal da transparência da Prefeitura de Araruna conforme o previsto na Lei da transparência, Lei 131/2009.Segundo ele, o site não é atualizado e com isto estão impedindo dos cidadãos ararunenses a obterem informações sobre: receitas, despesas, folhas de pagamento, diários oficiais, Leis municipais entre outras informações. É o que dispõe a Lei Complementar 131/2009, mais conhecido como Lei da Transparência.


Adaílson disse ainda que vai comunicar este fato aos órgãos competentes, tais como: Ministério publico e TCE-PB para que as irregularidades sejam corrigidas.


É válido lembrar que Wilma Maranhão é irmã do senador José Maranhão (PMDB) e mãe do deputado federal Benjamin Maranhão (PMDB).


 




Redação

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário