piemonte fm

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Polícia recebe denúncia de assaltos na Grande JP por 'Whatsapp' e prende dupla suspeita

Dupla detida foi identificada após população enviar fotos à Polícia Militar; outras suspeitas de assalto na Grande João Pessoa repercutiram nas redes sociais

Polícia | Em 11/02/15 às 23h58, atualizado em 12/02/15 às 00h21 | Por Gustavo Medeiros
Portal Correio
7ª Delegacia Distrital em Cabedelo
Dois jovens, um de 26 e outro de 23 anos, foram presos no bairro de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, após denúncias de moradores da região, que alegaram que eles estavam cometendo assaltos na noite desta quarta-feira (11). Um menor de 16 anos também acabou se apresentando à 7ª Delegacia Distrital de Cabedelo por suspeita de participação nos crimes. Possíveis assaltos também foram registrados em bairro nobre da Capital e repercutiram nas redes sociais.


Segundo o major Pablo, comandante da 6ª Companhia Independente da Polícia Militar de Cabedelo, um grupo do aplicativo de celulares ‘Whatsapp’, criado pela população, foi o meio pelo qual a polícia recebeu as denúncias.

“Recebemos as informações e, através de fotos enviadas, conseguimos identificar os suspeitos após tentarem assaltar um casal, nas proximidades da principal de Intermares, às margens da BR-230”, contou o major.

Os jovens foram direcionados à 7ª DD, onde foram identificados por um casal de turistas que tinha sido vítima da dupla durante a tarde. O menor já citado se direcionou à delegacia, de acordo com o major, após contar envolvimento à própria família e os parentes terem o obrigado a se apresentar à polícia. Ele será ouvido, nesta quinta-feira (12), pela promotora da Infância e Juventude de Cabedelo, que determinará o destino do mesmo.

Também durante a noite, suspeitas de assalto a veículos no bairro de Manaíra, Zona Leste de João Pessoa, repercutiram nas redes sociais em fotos que mostram pessoas não identificadas abordando automóveis nas proximidades do Bairro São José. A PM não tinha detalhes sobre os possíveis crimes no bairro.

“Acho pouco provável que os suspeitos que prendemos sejam os mesmos que estariam atuando em Manaíra, pois os detidos utilizavam uma faca peixeira nas ações, fato que aparentemente não teria ocorrido no bairro de João Pessoa", afirmou Pablo.

O material roubado dos turistas ainda não havia sido descrito e também não tinha sido recuperado. Um dos presos era foragido do presídio Sílvio Porto, em João Pessoa, onde cumpria pena por duplo homicídio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário