piemonte fm

sábado, 27 de dezembro de 2014

Operação vai combater vendas irregulares de carros usados em locais públicos de JP

PMJP está fazendo fiscalizações para combater o uso indevido do solo público para interesses privados. Vendedores devem buscar locais privados ou, os locais atuais, poderão ser regularizados

Cidades | Em 26/12/14 às 21h16, atualizado em 27/12/14 às 08h45 | Por Redação
Reprodução/ maisumonline
Trânsito de João Pessoa
Os locais públicos onde são comercializados irregularmente carros usados podem ter os seus dias contados na Capital. Em entrevista, nesta sexta-feira (26), ao Correio Debate da Rede Correio SAT, o secretário de Articulação Política de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, disse que ações serão tomadas para que este tipo de uso irregular do solo urbano seja combatido.


Uma das ações de fiscalização foi realizada nesta sexta, na Praça Napoleão Laureano, próxima a sede da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de João Pessoa. Segundo secretário, um dos maiores prejuízos que este tipo de comercio vem causando é o desconforto das pessoas. “O maior prejuízo é a confusão. O maior prejuízo é o desconforto das pessoas em detrimento de interesses localizados, corporativos, na sua maioria totalmente irregular, seja na venda de comércio nas calçadas ou de utilização indevida das praças”, afirmou.

Adalberto Fulgêncio defendeu que os donos de veículos que comercialização seus automóveis devem buscar novos locais ou que os locais atuais sejam devidamente regularizados para este tipo de prática. “Quem quer vender carro vai ter que se estabelecer, vai ter que comprar um espaço privado, para que aquele espaço privado sirva de uma feira, ou vamos utilizar o espaço público, mas de maneira regular. Talvez vamos ter que criar um espaço, em um determinado período, para que você faça uma feira, mas tudo regularizado”, disse.

Essa tentativa de regularização ou mudança dos locais de vendas é para priorizar o pedestre, segundo o secretário. “Essa é a grande batalha que as prefeituras estão entrando nesse segundo decênio do século 21. O uso do solo urbano para que você priorize o pedestre, para que você priorize o transporte público. Para que você priorize o transporte coletivo em detrimento ao transporte individual”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário