piemonte fm

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Sensação no Conde padre do PT desbanca ‘coronéis” e se qualifica para ser prefeito

Postado por Tião Lucena, 04 de Novembro de 2014 às 10:41


Marcos Maivado Marinho
Um religioso é a grande sensação dos últimos tempos no Município do Conde, e emergiu das urnas de outubro, quando apoiou o vitorioso Ricardo Coutinho, como uma liderança forte e promissora capaz de radicalmente mudar o mapa político da região, formado pelo coronelismo arcaico e decadente que só destruição tem causado aos moradores da paradisíaca localidade.
Trata-se do Padre Severino, pároco de Jacumã, o mais importante distrito do Conde e que por quase nada deixou de se eleger prefeito no último pleito, vencido por Tatiana Correia, ex-esposa de outro ‘coronel’ falido na política local, Aluizio Régis.
Colaborando indiretamente para o sucesso avassalador do padre está o desgaste da gestão de Tatiana, na avaliação do religioso uma avalanche bem maior do que a sociedade condense pode imaginar.
E procede: o desprestigio político de Tatiana é imenso. Além de amargar uma derrota ao se aliar Cássio Cunha Lima (PSDB), ela sequer conseguiu fazer os candidatos proporcionais que apoiou se tornarem majoritários, e todos ficaram em posição secundária no número de votos obtidos na cidade.
O empresário de mineração Genival Matias (PT do B), seu candidato a deputado estadual, obteve apenas 1.111 votos, perdendo para Branco Mendes e Frei Anastácio, que conquistaram 1.200 e 1.166 sufrágios respectivamente.
Também o candidato a deputado federal apoiado por Tatiana no Conde, Wellington Roberto, não obteve a votação desejada. “Ela apoiou Wellington Roberto (PR), que conquistou 1.375 votos, enquanto Manoel Júnior (PMDB) que é de Pedras de Fogo derrotou ela com 1.483 votos”, mostrou o Padre questionando: “se ela estivesse tão bem o povo não teria votado nos candidatos dela?”.
O religioso contestou nota divulgada por Tatiana assegurando o pagamento para fornecedores e funcionários: “Pode perguntar ao povo: peça para a imprensa dar uma volta que os relatos são estarrecedores, são prestadores de serviços que estão há três meses sem receber, muita gente que trabalhou dois meses e sem receber abandonou o serviço, pergunte para os fornecedores. São merendeiras e trabalhadores que estão com medo até de cobrar temendo serem demitidos”, alertou.
Nos dois turnos da eleição estadual o padre Severino, que é filiado ao PT, levou Ricardo Coutinho à vitória. Com o detalhe de que no turno suplementar tanto a prefeita Tatiana quanto o ex-prefeito Aluizio Régis apoiaram Cássio Cunha Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário