piemonte fm

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Professora é assassinada na PB e suspeito diz ser ex-cunhado da vítima

'Ela fez a cama da minha esposa para ela se separar de mim', diz suspeito.

Polícia informou que espera parentes para confirmar relação familiar.

Do G1 PB
Professora foi assassinada na avenida Juarez Távora; suspeito foi perseguido por moradores antes de ser preso (Foto: Walter Paparazzo/G1)Professora foi assassinada na avenida Juarez Távora; suspeito foi perseguido por moradores antes de ser preso (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Uma professora foi assassinada a facadas no início da noite desta segunda-feira (10) em João Pessoa. O crime aconteceu na avenida Juarez Távora, Zona Norte da capital paraibana. As primeiras informações divulgadas pela polícia, apontavam para uma suspeita de latrocínio, mas na Central de Polícia, o suspeito do assassinato informou que era ex-cunhado da vítima, e que o motivo do crime seria um suposto desentendimento pessoal entre os dois.
Segundo o suspeito do crime, a professora assassinada era irmã de sua ex-mulher e teria sido responsável pela sepração dele. "Ela fez a cama da minha esposa para ela se separar de mim", afirmou. O delegado Paulo Josafá da Delegacia de Homicídios da capital informou que a perícia continua trabalhando no levantamento das informações e que espera parentes da professora que possam confirmar se realmente existe o parentesco entre a vítima e o suspeito. Para o delegado a hipótese de latrocínio está praticamente descartada.
Arma do crime foi deixada ainda no local pelo suspeito (Foto: Walter Paparazzo/G1)Arma do crime foi deixada ainda no local pelo
suspeito (Foto: Walter Paparazzo/G1)
No local do crime, a Polícia Militar ouviu de testemunhas que a professora fazia sempre o mesmo caminho todas as tardes e que ela teria reagido a um assalto quando foi esfaqueada.
A faca usada para matar a mulher foi deixada pelo suspeito no local, onde houve, segundo a polícia, uma tentativa de espancamento por parte dos moradores e ele foi perseguido quando a Polícia Militar realizou a prisão dele.
A escola onde a professora dava aulas, no bairro dos Estados, divulgou nota em uma rede social onde declara luto pelo falecimento da professora e informa aos pais que todas as aulas desta terça-feira (11) estão suspensas. A nota diz ainda que a escola está 'profundamente triste e em solidadriedade com a família da professora'. O corpo da vítima foi levado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal da capital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário